Iphan-AC realiza reunião conjunta com a Funai CR-Juruá para estabelecimento de ações conjuntas

O Estado do Acre possui a particularidade de possuir uma grande diversidade de povos indígenas, as quais são possuidoras de um patrimônio cultural rico e premente. Isso se reflete no campo de atuação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), uma vez que quase todos os processos de registro em curso na Superintendência do Acre possuem relação com a cultura dos povos originários. Assim sendo, diversas ações institucionais têm requerido o acompanhamento do órgão indigenista.

Diante desse fato, Iphan e Funai vêm realizando o estreitamento de um diálogo, visando o estabelecimento de um futuro termo de cooperação técnica, que possa contribuir para o fortalecimento das ações que visam a proteção do patrimônio cultural indígena. Essa aproximação resultou na realização de uma reunião, nesta data de 03 de fevereiro de 2017, na sede da Coordenação da CR Juruá, com a participação do Coordenador da Funai, Luis Valdenir, Jairo Lima, Chefe da Divisão Técnica, e Jefferson Custódio Rodrigues, Chefe do SEGAT; Pedro Henrique de Azevedo Lima, Superintendente do Iphan no Acre, Andréia Baia Prestes, chefe da Divisão Técnica, e ainda contou com a presença de representantes de duas organizações indígenas: a Federação do Povo Huni Kui do Acre – FEPHAC, representando pelo seu Presidente, Ninawa e Joana Munduruku, assessora técnica na área de patrimônio cultural, e a Organização dos Povos Indígenas do Rio Juruá – OPIRJ, apresentado pelo Coordenador, Francisco Piãnko e as assessoras Maria Augusta e Raffaela.

Como resultado desta reunião trabalhou-se no estabelecimento de uma agenda conjunta, para realização de algumas missões do IPHAN que requerem o acompanhamento e apoio logístico da Funai para a sua execução, tais como os processos de licenciamento de estradas vicinais (regionalmente denominadas “ramais”), identificação de sítios arqueológicos localizados dentro de terras indígenas, e processos de pesquisa ligados à identificação de bens culturais para fins de registro.

Além da reunião, compõe ainda a agenda de atividades do Iphan no Juruá a participação no Encontro das Artesãs e Artesãos Indígenas do Vale do Juruá, a ser realizado entre os dias 04 e 08 de fevereiro, onde irá apoiar a discussão acerca da valorização e proteção da arte indígena, como forma de garantir a autonomia e protagonismo dos povos originários. 

Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin