Seminário Jesuítas no Brasil: Legado para o Patrimônio Histórico

Voltar
  • Santuário Nacional São José de Anchieta - Praça do Santuário, s/n - Centro | Anchieta - ES

    31/07/2017 até 04/08/2017 - 17h00

    Endereço:

    A contribuição dos jesuítas para o desenvolvimento da civilização material no Brasil, que teve início em 1549, quando o sacerdote Manuel da Nóbrega desembarcou na Bahia e fundou a Província Brasileira da Companhia de Jesus, será debatida durante o Seminário Jesuítas no Brasil: Legado para o Patrimônio Histórico, a ser realizado em Anchieta (ES), entre 31 de julho e 4 de agosto. O evento é promovido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e pela Companhia de Jesus, e faz parte das comemorações em torno dos 80 anos de criação do Iphan.

    O objetivo do seminário é aprofundar o conhecimento acerca do legado produzido pelos jesuítas para o patrimônio nacional. Estão convidados a participar gestores de bens jesuítas tombados; agentes públicos envolvidos com a preservação do patrimônio; representantes da sociedade civil com interface na atuação jesuíta; profissionais e técnicos da área de patrimônio cultural; sociedade acadêmica envolvida com o tema de patrimônio cultural; estudantes universitários e público da região. As inscrições podem ser feitas até o dia 26 de julho, pelo e-mail contato@santuariodeanchieta.com

    Tanto a cidade escolhida quanto a data de realização do evento estão relacionadas a fatos importantes na história dos jesuítas no Brasil. Em 31 de julho de 1556, falecia, em Roma, Santo Inácio de Loyola, fundador da Companhia de Jesus; já a cidade de Anchieta foi fundada por São José de Anchieta, em 1569, como o povoado de Reritiba, para onde o religioso retirou-se em 1559, permanecendo até seu falecimento. 

    Programação
    Após a abertura, será realizada missa em homenagem a Santo Inácio de Loyola, no dia 31 de julho. Nos dias 1º e 2 de agosto, acontecem as conferências sobre a presença dos jesuítas nos Estados. No dia 3 de agosto, serão apresentados projetos acadêmicos de pesquisa sobre o patrimônio jesuíta e, no período da tarde, os participantes realizam visita à Igreja Nossa Senhora de Assunção. No último dia do evento, 4 de agosto, as atividades ocorrem em Guarapari e Serra, com visitas às Igrejas de Nossa Senhora da Conceição e de Reis Magos, respectivamente.

    Jesuítas e o patrimônio cultural brasileiro
    Criado em 1937, com a finalidade de promover a preservação do patrimônio cultural do Brasil, o Iphan incluiu o expressivo legado jesuítico em suas primeiras ações de proteção e conservação. Foram onze tombamentos logo em 1938, entre os quais a Catedral Basílica de Salvador (BA), o Seminário de Olinda (PE), a Capela de São Pedro d’Aldeia (RJ), o antigo Colégio de Paranaguá (PR) e as ruínas da igreja de São Miguel (RS). Paralelamente aos acautelamentos pioneiros, foram realizados detalhados estudos sobre a contribuição dos jesuítas nas artes plásticas e arquitetura.  

    No Espírito Santo, são quatro os bens de origem jesuítica considerados Patrimônio Nacional: a Igreja de Nossa Senhora da Assunção e Residência em Anchieta, a Igreja de Nossa Senhora da Conceição em Guarapari, a Igreja dos Reis Magos e Residência em Serra e a Igreja da Ajuda em Viana. 

    Serviço
    Seminário Jesuítas no Brasil: Legado para o Patrimônio Histórico
    Data: 31 de julho a 4 de agosto de 2017
    Local: Santuário Nacional São José de Anchieta - Praça do Santuário, s/n - Centro
    Centro Cultural de Anchieta - Av. Carlos Lindemberg, s/n – Centro
    Inscrições até 26 de julho pelo e-mail contato@santuariodeanchieta.com