Diamantina (MG) comemora 65 anos da Biblioteca Antônio Torres

Voltar
  • Casa do Muxarabiê | Diamantina - MG

    16/04/2019 - 10h00 às 23h59

    Endereço: Rua da Quitanda, Centro 48

    65 anos Biblioteca Antonio TorresNo dia 16 de abril, às 10h, a Casa do Muxarabiê, em Diamantina (MG) recebe diamantinenses e turistas para celebrar os 65 anos da criação da Biblioteca Antônio Torres. Durante o evento, promovido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), será inaugurada a Sala Antônio Torres, que abrigará uma exposição em homenagem ao patrono da biblioteca, reunindo fotos, cartas, objetos pessoais e livros originais do escritor.

    Na celebração haverá, ainda, apresentações de convidados sobre a história da biblioteca e de Antônio Torres. As homenagens destacarão a importância deste escritor diamantinense no cenário nacional do início do século XX bem como a relevância e abrangência do seu acervo da instituição, com documentos datados entre o século XVIII e XX que incluem, por exemplo, cartas de alforria, inventário dos mortos, enciclopédias e periódicos.  Também será lançado o calendário de palestras que ocorrerão uma vez por mês ao longo de 2019, em comemoração aos 65 anos de fundação da biblioteca. Além disso, o evento contará com show da tradicional banda Euterpe Diamantinense, fundada em 1927.

    A Biblioteca Antônio Torres

    Criada em 1954 com a finalidade de zelar e enriquecer o acervo bibliográfico do escritor e promover a difusão da cultura popular da região, a biblioteca funciona dentro do imóvel conhecido como a Casa do Muxarabiê, que foi doado para a União em 1942 e tombado pelo Instituto em 1950. Situado na Rua da Quitanda, área central da cidade, a Casa do Muxarabiê, integra-se de forma harmônica no conjunto de edificações do trecho da rua. O sobrado apresenta estrutura em pau-a-pique, hoje parcialmente substituída por alvenaria de tijolos. Trata-se de construção remanescente do período colonial mineiro, com características singulares, como a presença de um muxarabi, que é um tipo de balcão de origem mourisca, inteiramente vedado em treliças de madeira, destinado a garantir maior privacidade, sobretudo às mulheres.