Mostra Café com Mistura abre dia 26 de setembro na Lapa (PR).

Voltar
  • Casa Coronel Joaquim Lacerda | Lapa - PR

    26/09/2019 até 29/12/2019 - 15h30 às 17h00

    Endereço: Rua XV de Novembro 67

    Telefone: (41) 3622-3524

    Email: iphan-pr@iphan.gov.br

    Site: www.iphan.gov.br

    Inscrição: Gratuita

     

    No dia 26 de setembro de 2019, às 15h30, acontece a abertura da exposição “Café com Mistura”, na Casa do Patrimônio da Lapa – Casa Coronel Joaquim Lacerda.

    Nesta exposição, a Casa Lacerda abre seus cadernos de receitas aos visitantes e apaixonados pela culinária tradicional. O caderno mais antigo estampa na capa a data de 1910 e pertenceu à Magdalena Moojen (Vovó Madalena), que foi casada com o Coronel Joaquim Lacerda. Outro exemplar, de Cecília Lacerda (Cecília Pedrosa de Brito) é de 1935 e também preserva a caligrafia feminina e as páginas amarelecidas com marcas do uso ao longo de muitos anos.

    Bolos, roscas, petecas, pães e bolachinhas são alguns dos quitutes que eram servidos no meio da tarde. A esta refeição dava-se o nome “café com mistura”, hábito presente até hoje em muitas cidades do interior brasileiro. A historiadora Maria Thereza B. Lacerda organizou, por sugestão do professor José Loureiro Fernandes[i], um livro reunindo as receitas de pratos típicos da Lapa às suas lembranças pessoais, histórias e anedotas de um universo delicado e feminino. A exposição apresenta parte desse material e três depoimentos de quituteiras de "mão-cheia" que gentilmente transmitiram um pouco de seus saberes ensinando algumas dessas receitas tradicionais da Lapa.

    A cidade da Lapa, tombada como patrimônio cultural brasileiro, faz parte do caminho tropeiro que ligava as províncias do Sul ao centro administrativo e econômico da colônia. A comunicação terrestre chamada de Estrada Geral, Caminho do Viamão, ou “Caminho das Tropas”, estende-se da cidade de Viamão, no Rio Grande do Sul, até Sorocaba, em São Paulo. Além de paragem de tropeiros, a cidade é reconhecida por sua importância histórica e participação na Revolução Federalista, marcada pelo episódio conhecido como o Cerco da Lapa, quando a cidade resistiu por 26 dias a bombardeios e duros combates. O centro histórico da Lapa apresenta arquitetura luso-brasileira, exemplares com influência da imigração e do ecletismo. E a Lapa carrega também a tradição da boa comida.

    Para saborear as receitas, relatos e demonstrações da boa e velha cozinha tradicional, convidamos a todos para visitarem a Casa Lacerda. A exposição “Café com Mistura” ficará em cartaz até 29 de dezembro de 2019. A programação será recheada com oficinas saborosas e rodas de conversas sobre o saber-fazer de quitutes lapeanos. As visitas mediadas para grupos e turmas para as oficinas gratuitas podem ser agendadas junto ao setor educativo da Casa Lacerda.

     

    Serviço:

    Exposição “Café com Mistura”

    Textos: Maria Thereza B. Lacerda

    Abertura dia 26 de setembro de 2019, às 15h30.

    Em cartaz de 26 de setembro a 29 de dezembro de 2019. Terças a Domingos, das 9h às 12h e das 13h às 17h.

    Agendamentos e Oficinas: Setor Educativo da Casa Lacerda (41) 3622-3524.

    Local: Casa Coronel Joaquim Lacerda. Rua XV de Novembro, nº

     

    [i] José Loureiro Fernandes era médico, antropólogo e etnógrafo. Foi professor da Universidade Federal do Paraná, responsável pela cátedra de Antropologia na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. Criou e dirigiu o Museu de Arqueologia e Etnologia da UFPR – MAE, localizado na cidade de Paranaguá. Atuou junto ao Museu Paranaense, coordenando a área de Antropologia e Etnografia estando no cargo de diretor por duas oportunidades, nos períodos de 1936 a 1943 e 1945 a 1946. Dirigiu o Centro de Estudos e Pesquisas Arqueológicas – Cepa, criado em 1956. Criou e dirigiu o Departamento de Antropologia de 1958 a 1968.