retornar

Solar Ferrão (Salvador, BA)


Outros Nomes:Palácio Ferrão; Casa Ferrão


Descrição:A construção do edifício teve início no final do século XVII e, indícios construtivos sugerem que ele seja resultado da fusão de duas casas. Em 1756, intalam aí os jesuítas, o Seminário de Nossa Senhora da Conceição e promovem obras de adaptação. O solar herda a denominação de Pedro Gomes Ferrão Castelo Branco, que foi seu proprietário entre 1793 e 1814. Após longa cadeia sucessoria, é adquirido, em 1892, pelo Centro Operário que, entre 1929 e 1931, transformou-o em um edifício neo-colonial. Devido ao forte declive do terreno, o edifício possui três pavimentos na frente e seis no fundo, além de porão. Duas portadas de pedra (1690 e 1701) dão acesso à casa com duas circulações verticais. Uma delas, é ampla, em mármore, e culmina com uma espécie de "loggia" com arcos que repousam sobre colunas retorcidas. No pavimento nobre, alguns cômodos possuem forros apainelados. Na fachada principal, além das portadas, destacam-se as janelas abalcoadas do pavimento nobre, com gradil de ferro. Volumetricamente, ela é hoje resultado da intervençào efetuada entre 1978/81 pelo IPAC, que buscou resgatar suas características primitivas.


Uso Atual:Museu Abelardo Rodrigues; Sede do Instituto de Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC)


Endereço: Rua Gregório de Mattos, 45 - Salvador - BA

Livro de Belas Artes
Inscrição:146 Data:27-6-1938
     
 

Nº Processo:0120-T-38