retornar

Igreja de Santa Cruz dos Militares (Rio de Janeiro, RJ)


Outros Nomes:Igreja Cruz dos Militares


Descrição:A primitiva capela foi construída entre os anos de 1623 e 1628, no local onde anteriormente havia sido erguido o Forte de Santa Cruz, em princípios do século XVIII. A partir de 1780, deu-se início à construção da atual Igreja, segundo projeto do Engenheiro Militar Brigadeiro José Custódio de Sá Faria e no ano de 1811 foi sagrada. A fachada da Igreja foi realizada ao feitio da famosa igreja dos jesuítas, construída no século XVI em Roma, Itália. Apresenta, como aquela, frontão triangular e volutas laterais, tendo uma grande janela centrada ladeada por pilastras e grandes nichos com estatuas de santos. No piso térreo, a grande portada, formada de arco entre colunas que sobressaem, é ladeada por nichos e pilastras. É de grande beleza a combinação de granito dos elementos estruturais com os mármores de lioz dos capitéis, embasamentos, molduras e esculturas, aplicados todos sobre o fundo liso da alvenaria caiada. A torre sineira não compõe a fachada principal, mas localiza-se nos fundos da Igreja. A Igreja apresenta um plano de nave única e capela-mor profunda, ladeada por corredores, que terminam na sacristia e no consistório. O interior é revestido de talha em duas fases. A primeira, mais antiga, refere-se à capela-mor e apresenta elementos de feição rococó, sendo atribuída, em parte, à Mestre Valentim. No entanto, em conseqüência do incêndio ocorrido em 1923, a talha destruída parcialmente foi substituída por estuque. A segunda fase refere-se à talha realizada em meados do século XIX, por Antônio de Pádua e Castro e está localizada na nave da igreja, incluindo o coro. As duas esculturas, uma de São Mateus e outra de São João Evangelista, esculpidas originalmente para ocuparem os nichos da fachada, ambas atribuídas a Mestre Valentim, estão hoje no Museu Histórico Nacional.



Endereço: Rua Primeiro de Março, 36, Centro - Rio de Janeiro - RJ

Livro de Belas Artes
Inscrição:192 Data:22-7-1938
     
Livro Histórico
Inscrição:089 Data:22-7-1938
     
 

Nº Processo:0014-T-38


Observações:O tombamento inclui todo o seu acervo, de acordo com a Resolução do Conselho Consultivo da SPHAN, de 13/08/85, referente ao Processo Administrativo nº 13/85/SPHAN.