retornar

Mosteiro e Igreja da Graça (Salvador, BA)


Outros Nomes:Igreja e Abadia de Nossa Senhora da Graça; Igreja e Mosteiro de Nossa Senhora da Graça


Descrição:A Igreja e Mosteiro da Graça erguem-se no local da primitiva ermida mandada erigir pela devoção da índia Catarina Paraguassú, mulher do português Diogo Álvares - o Caramurú - em 1535, disputando com a antiga Sé e a iIgreja da Victória o título de primeira igreja da Bahia. Sob planta do Frei Gregório de Magalhães, foi edificado em 1645, em alvenaria de pedra e tijolo, o conjunto arquitetônico que se desenvolve em torno de um claustro, ocupando a igreja um dos seus lados. A igreja sofreu grandes obras em 1770, quando é ampliada a nave e executada nova fachada barroca, permanecendo contudo a torre na sua feição primitiva, com terminação em meia laranja, reminiscência da técnica mossárabe. De nave única e capela-mor alongada, a igreja possui ainda uma arcada na ala esquerda, hoje fechada, que indica a existência de um avarandado tipicamente seicentista. Em 1881, é refeita a pintura do forro da nave e, em 1924, é fechada parte da arcada esquerda para a construção da capela de Santa Teresinha. Na igreja, está sepultada Catarina Paraguassú.



Endereço: Avenida Princesa Leopoldina, s/n - Salvador - BA

Livro de Belas Artes
Inscrição:149 Data:27-6-1938
     
 

Nº Processo:0079-T


Observações:O tombamento inclui todo o seu acervo, de acordo com a Resolução do Conselho Consultivo da SPHAN, de 13/08/85, referente ao Processo Administrativo nº 13/85/SPHAN.