retornar

Igreja de Santa Luzia (Rio de Janeiro, RJ)



Descrição:O culto a Santa Luzia teve início em nossa cidade em uma ermida localizada à beira-mar, no sopé do Morro Cara de Cão, neste local era cultuada uma imagem barroca de Santa Luzia trazida por Estácio de Sá para o Brasil. Com a transferência do núcleo urbano para o Morro do Castelo em 1565, a devoção Santa Luzia passou a se realizar na ermida de Nossa Senhora dos Navegantes ereta por pescadores junto ao sopé do Morro do Castelo. O culto a Santa Luzia foi incentivado também pelos frades Capuchinhos que chegando na cidade ali se instalaram, antes de sua transferência para o Morro de Santo Antônio. O terreno onde se situa a Igreja de Santa Luzia foi doado pelo Capitão João Pereira Cabral e sua mulher Antonia Cruz em 1751; quando foi erguida na segunda metade do século XVIII a Igreja possuía nave única, capela-mor e uma torre na frontaria. Foi ampliada no século passado, sendo construídas as duas torres sineiras e a cobertura dos corredores laterais, que ampliaram seu espaço interno, deste período também são as dependências que abrigam o consistório e Secretaria da Irmandade, existente na Igreja. A fachada, onde predominam os elementos verticais, possui portada de cantaria e é encimada por frontão triangular e pelas sineiras com coroamento bulboso, esguios, revestidos de azulejos. Tradicionalmente pintada de azul, com as pilastras, entablamento e guarnições dos vãos em cantaria. O altar-mor todo decorado em talha de madeira abriga a imagem da Santa Luzia, esta imagem premiada em Paris como obra prima do barroco, foi doada à Igreja pelo Senhor Manoel Joaquim Pimenta Velloso em 1878.



Endereço: Rua Santa Luzia, 490, Centro - Rio de Janeiro - RJ

Livro de Belas Artes
Inscrição:180 Data:16-7-1938
     
 

Nº Processo:0012-T-38


Observações:O tombamento inclui todo o seu acervo, de acordo com a Resolução do Conselho Consultivo da SPHAN, de 13/08/85, referente ao Processo Administrativo nº 13/85/SPHAN