retornar

Engenho Matoim: sobrado e fábrica de açúcar (Candeias, BA)



Descrição:Em 1584, a propriedade de Jorge Antunes era composta de um engenho, casa-grande e da Igreja de Nossa Senhora do Rosário. Foi destruído pelos holandeses e reconstruído pela família Rocha Pita no séc. XVIII. Em 1973, o local foi desapropriado pelo Estado da Bahia e passou a integrar o Centro Industrial de Aratú. Casa-grande de engenho construída em paredes de alvenaria mista de pedra e tijolo que suportam as tesouras do telhado. Sua planta desenvolve-se em torno de um pátio retangular. O imóvel possui três níveis: no primeiro andar há um porão, o segundo pavimento com saguão, ladeado por grandes salões com janelas conversadeiras e onde, originalmente, haviam 7 quartos de hóspedes, o terceiro pavimento possui janelas do tipo tribuna, salões, capelas, quartos e cozinha. O pátio corresponde ao terceiro nível, sendo contornado, em três lados, por uma galeria de arcos plenos apoiados em colunas toscanas, à feição dos pátios conventuais.



Endereço: Distrito de Matoim - Candeias - BA

Livro Histórico
Inscrição:217 Data:6-9-1943
     
 

Nº Processo:0323-T


Observações:O sobrado do engenho abriga uma capela.