retornar

Convento e Igreja de Nossa Senhora das Mercês (Belém, PA)


Outros Nomes:Igreja das Mercês


Descrição:Os padres mercedários iniciaram sua fixação na região do Pará em 1640, com a construção de um pequeno convento com ermida. No decorrer do século essa instalação foi se desenvolvendo e, como as demais obras da época, a edificação passou pelas três fases construtivas da cidade. A primeira igreja, de 1640, era de taipa coberta de palha; a segunda era de taipa-de-mão e de pilão, conservando-se estas por mais de um século. No século XVIII foi iniciada a construção do templo atual, em alvenaria de pedra, sendo concluída em 1777. Projetado pelo arquiteto italiano Antônio José Landi, é uma das poucas igrejas brasileiras com fachada convexa e frontão de linhas onduladas. Em 1794, os mercedários são expulsos da província, sendo instalada nas dependências do Convento a sede da Alfândega. Foi intensamente utilizado durante a revolta da Cabanagem em 1835, tendo ali funcionado posteriormente, o Trem de Guerra e o Quartel de Milícia, além do Arsenal de Guerra, a Recebedoria Provincial, os Correios, o Corpo de Artilharia e o Batalhão de Caçadores. No século XIX ficou a igreja abandonada e fechada ao culto por muitos anos, servindo de depósito e tendo muitas de suas obras estragadas e roubadas. Deve-se à D. Santino, quando assumiu a arquidiocese, as obras de restauração que permitiu a reabertura da igreja em 1913 . Em 1978, um incêndio destruiu quase todo o convento, sendo a igreja pouco afetada. Em 1986 o conjunto foi integralmente restaurado pelo IPHAN.



Endereço: Praça Barão do Rio Branco - Belém - PA

Livro Histórico
Inscrição:144 Data:3-1-1941
     
 

Nº Processo:0388-T-40


Observações:O tombamento inclui todo o seu acervo, de acordo com a Resolução do Conselho Consultivo da SPHAN, de 13/08/85, referente ao Processo Administrativo nº 13/85/SPHAN.