retornar

Igreja de Nossa Senhora da Glória do Outeiro (Rio de Janeiro, RJ)


Outros Nomes:Capela de Nossa Senhora da Glória; Igreja da Glória


Descrição:Durante o século XVII foi construída uma pequena capela dedicada à Nossa Senhora da Glória, no morro hoje conhecido como Outeiro da Glória, que primitivamente beirava o mar e se chamava Uruçumirim. A atual igreja foi edificada em princípios do século XVIII e concluída em 1739, segundo projeto atribuído ao tenente-coronel José Cardoso Ramalho. A planta da Igreja é constituída por dois prismas octogonais que se entrelaçam, com torre sineira única e centrada à frente, formando, na parte de baixo, uma pequena galilé quadrada e aberta em cada lado por um arco, compondo o pórtico da entrada. As portadas laterais de lioz são de estilo rococó, provavelmente da segunda metade do século XVIII. Destaca-se, na fachada, a portada de lioz com medalhão de Nossa Senhora. É considerada como a primeira obra de arquitetura a introduzir no barroco brasileiro um novo conceito espacial, mais próximo ao barroco italiano, pelo usos das curvas que compõem a planta, presentes também nas igrejas de Nossa Senhora da Lapa e Nossa Senhora Mãe dos Homens. Internamente a nave da Igreja possui pilastras, cimalhas e arcos duplos em cantaria. Nas paredes da nave, capela-mor, coro e sacristia são notáveis os painéis de azulejos portugueses representando cenas bíblicas, executados entre 1735-1740. São do fim do século XVIII ou do princípio do século XIX os trabalhos de talha realizados no coro, nos púlpitos, no retábulo da capela-mor e nos dois laterais localizados na nave. A sacristia possui um belo arcaz, pinturas representando os doutores da Igreja e dois chafarizes. O edifício localizado atrás da igreja possui um museu com importantes peças artísticas pertencentes à Irmandade.



Endereço: Praça Nossa Senhora da Glória, Outeiro da Glória - Rio de Janeiro - RJ

Livro Histórico
Inscrição:018 Data:4-5-1938
     
Livro de Belas Artes
Inscrição:045 Data:4-5-1938
     
 

Nº Processo:0049-T-38


Observações:O tombamento inclui todo o seu acervo, de acordo com a Resolução do Conselho Consultivo da SPHAN, de 13/08/85, referente ao Processo Administrativo nº 13/85/SPHAN. O tombamento compreende o Conjunto Arquitetônico e Paisagístico do Outeiro da Glória.