Restauro do telhado da Igreja de Santo Antônio é concluído em São Francisco do Conde (BA)

Igreja e Convento de Santo Antônio, em São Francisco do Conde (BA)
 
Patrimônio Cultural Brasileiro tombado individualmente na cidade de São Francisco do Conde (BA), o Convento e Igreja de Santo Antônio teve o reparo do telhado do prédio principal concluído pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O objetivo da intervenção, que totalizou investimentos de R$ 780 mil, é preservar o forro artístico da nave, atribuído a José Joaquim da Rocha, considerado o fundador da chamada Escola Baiana de Pintura. 
 
A conclusão do restauro foi celebrada em cerimônia nessa quinta-feira, dia 22 de agosto. A presidente do Iphan, Kátia Bogéa, entregou a obra ao lado do prefeito de São Francisco do Conde, Evandro Almeida.
 
Durante o evento, a presidente do Iphan garantiu o recurso de R$ 4 milhões para o restauro do convento de Santo Antônio. O restante da verba para a conclusão da obra deverá vir de emendas parlamentares articuladas pela autarquia junto a deputados federais. 
 
O reparo faz parte de um conjunto de serviços emergenciais desenvolvidos pelo Iphan. Além da recuperação estrutural do telhado, a intervenção promoveu a instalação de subcobertura em toda a projeção do prédio e a execução de novo telhamento, que protegerá o forro artístico da ação das chuvas. Entrega do telhado da Igreja de Santo Antônio, em São Francisco do Conde (BA)
 
A Superintendência do Iphan na Bahia (Iphan-BA) publicou ainda um edital para a contratação dos projetos executivos de arquitetura, engenharia e restauração para todo o Convento e Igreja de Santo Antônio e Capela da Ordem Terceira. As propostas servirão de referência para a restauração completa do monumento. 
 
Convento e Igreja de Santo Antônio e Capela da Ordem Terceira
Tombado em 1941, o Convento e Igreja de Santo Antônio e Capela da Ordem Terceira está inscrito no Livro de Belas Artes. A proteção inclui todo o acervo do equipamento religioso, além do conjunto arquitetônico. 
 
As terras para a construção da estrutura foram doadas em 1629 por Gaspar Pinto dos Reis. A capela ficou pronta dez anos depois, enquanto as obras do convento foram concluídas em 1649. Na primeira metade do século XVIII, a capela foi substituída pela atual igreja. 
 
Mais informações para a imprensa
Assessoria de Comunicação Iphan
(61) 2024-5523 – 2024-5516
Fernanda Pereira – fernanda.pereira@iphan.gov.br 
(61) 2024-5516 - 2024-5511 
Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin