Educação Patrimonial - BA

Estão sendo instaladas, na Bahia, Casas do Patrimônio nas sedes do Iphan de Lençóis, Cachoeira e Rio de Contas. Estas casas constituem-se, essencialmente, em um projeto pedagógico e são o primeiro passo para transformar as sedes das representações regionais, os escritórios técnicos do Iphan, e instituições da sociedade civil em pólos de referência local e regional para qualificar e atender a população residente, estudantes, professores, turistas em uma perspectiva de diálogo e reflexão, no sentido de participarem da construção coletiva dessa nova postura institucional.

Trata-se de conferir transparência e ampliar os mecanismos de gestão da preservação do patrimônio cultural, apoiando-se principalmente em ações educacionais, em parceria com escolas, instituições educativas formais e não formais e demais segmentos sociais e econômicos. A proposta se fundamenta na necessidade de estabelecer novas formas de relacionamento do Iphan com a sociedade e com o poder público em suas diferentes instâncias. Além de informar e dialogar sobre as atividades e rotinas administrativas da instituição, devem ser enfatizadas as ações de qualificação e capacitação de agentes públicos e da sociedade civil e de promoção do patrimônio cultural como um dos pilares do desenvolvimento sustentável, capaz de gerar renda e oportunidades econômicas para a população.

As Casas do Patrimônio devem atuar de maneira articulada com outras políticas públicas, especialmente aquelas promovidas por ministérios e pelos órgãos estaduais, municipais e do Distrito Federal. Não há um programa de atividades e de estrutura padronizados. Cada caso é visto em função das características do local e de seus equipamentos, da existência e capacitação dos profissionais, do nível de interação com o poder público e demais agentes sociais, exigirá um arranjo próprio. A adequação da proposta às singularidades de cada cidade ou região é vital para o seu êxito. É importante centrar o foco em parcerias com grupos, organizações e projetos locais de ações educativas.

 

Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin