O Iphan no Ceará

A Superintendência do Iphan no Ceará foi criada pelo Decreto nº 6.844, de 7 de maio de 2009. Antes disto, em 1982, havia sido instalada como a 4ª Coordenação Regional, para atender aos estados do Ceará e Rio Grande do Norte. Em 2002, passou a abranger também o Piauí, em função das ações voltadas para a preservação do patrimônio arqueológico. Atualmente, funciona em um prédio tombado, em Fortaleza, na Praça José de Alencar, onde uma biblioteca com mais de três mil títulos está aberta à população. 

O Ceará possui quatro conjuntos urbanos tombados (cidades históricas) e a Superintendência responde pela proteção de um rico e valioso patrimônio formado por edificações que se destacam por seus azulejos portugueses de alto valor. Um exemplo é a cidade Aracati - sede do município onde se localiza Canoa Quebrada, uma das praias mais famosas do mundo - que possui mais de 2.500 edificações construídas e decoradas com esses azulejos.

Entre as atividades realizadas pelo Iphan – Ceará estão a promoção de debates e a difusão de informações sobre conservação e restauração. O Instituto fomenta políticas que levem à permanência dos bens culturais tombados, como o conjunto arquitetônico e urbanístico de Icó, considerado o melhor da arquitetura tradicional feita no Estado. Existem bens tombados em vários municípios, a exemplo da Capela de Nossa Senhora da Conceição de Itans, em Itapiúna, restaurada e reaberta à comunidade, além do patrimônio arqueológico que possui 528 sítios cadastrados até dezembro de 2014.

Somam-se às ações de preservação e salvaguarda do patrimônio cultural cearense, desenvolvidas pela Superintendência, a edição de livros didáticos como cartilhas dirigidas ao público em geral e livros didáticos para o ensino fundamental, em parceria com outras instituições. Os bens do patrimônio imaterial registrados são a Roda de Capoeira, Ofício dos Mestres de Capoeira, Teatro de Bonecos do Nordeste e a Festa do Pau de Santo Antônio de Barbalha.

Nas páginas 17 a 19, da Lista de Bens Materiais Tombados e Processos em Andamento (1938 a 2016) que reúne informações sobre todo o Brasil, estão os bens tombados pelo Iphan, no Estado do Ceará. 

Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin