Iphan lança livro sobre arqueologia e os primeiros habitantes do Distrito Federal (DF)

Iphan lança livro sobre arqueologia e os primeiros habitantes do Distrito Federal (DF)

Publicação revela curiosidades sobre a ocupação da região do Planalto Central onde está localizada a capital federal
 

O livro Arqueologia e os Primeiros Habitantes no Distrito Federal foi lançado, no início de dezembro, pela Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Distrito Federal (Iphan-DF). A publicação, elaborada por técnicos do instituto, é resultado de uma ação de “Promoção, Educação e Fomento”.

Iphan lança livro sobre arqueologia e os primeiros habitantes do Distrito Federal (DF)

O livro contextualiza a importância do estudo da arqueologia; detalha como é feito o levantamento de sítios arqueológicos; apresenta a legislação que regula a proteção do patrimônio; e destaca o trabalho de arqueologia realizado nos 64 sítios arqueológicos registrados no DF por meio de levantamentos e pesquisas arqueológicas feitas por arqueólogos.

“Com essa publicação que retrata, de maneira clara e didática, vários temas, desde os mais gerais até os mais específicos, executamos mais uma ação com foco na preservação. Nesse caso, a ideia é preservar o passado, a nossa história, para que todos, inclusive os que virão depois de nós, conheçamos um pouco mais dos nossos antepassados e com a manutenção dessa memória possamos ter um futuro melhor”, ressalta o superintendente do Iphan-DF, Saulo Santos Diniz.

Para tornar a leitura mais leve, o livro de 115 páginas mescla textos e fotografias. Imagens raras, ilustrações e gravuras apresentam, entre outras curiosidades, registros de sítios arqueológicos de várias partes do Brasil, tais como: pinturas rupestres, galerias subterrâneas, estradas reais e ruínas de moradias onde foram encontrados diversos artefatos.

“Toda a compilação do material levou cerca de um ano e meio. A ideia agora é compartilhá-lo com professores para que levem aos alunos todo esse conhecimento e trabalhem em sala de aula informações básicas sobre arqueologia”, afirma a arqueóloga e organizadora da publicação, Margareth de Lourdes Souza, ao contar que os 2.600 mil exemplares, desta 1ª edição, serão distribuídos entre a rede pública de ensino do DF, o Museu de Geociências da Universidade de Brasília e o Centro de Visitantes do Parque Nacional de Brasilia - mantido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).
 

Mais informações para a imprensa
Assessoria de Comunicação Iphan
comunicacao@iphan.gov.br
Carlos Balbino – carlos.balbino@iphan.gov.br
(61) 2024-5513 / 2024-5516 / (61) 99381-7543
www.iphan.gov.br
www.facebook.com/IphanGovBr | www.twitter.com/IphanGovBr
www.youtube.com/IphanGovBr

Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin