Patrimônio Imaterial Conjunto Moderno da Pampulha Patrimônio Arqueológico Patrimônio Ferroviário

Superintendência do Iphan em Minas Gerais

A Superintendência do Iphan em Minas Gerais atua na preservação do patrimônio cultural de um dos estados brasileiros com o maior número de bens tombados. Os conjuntos urbanos protegidos reúnem milhares de edificações, inúmeros acervos de obras de arte e documentos, entre outros bens. Minas é o Estado que mais concentra bens declarados Patrimônio da Humanidade, pela Unesco: Ouro Preto (o primeiro conjunto urbano tombado pelo Iphan), o Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas (com as esculturas dos Profetas, de Aleijadinho, dentre outras obras); o centro histórico de Diamantina; e o Conjunto Moderno da Pampulha.

Minas também se destaca tanto pelos sítios arqueológicos estudados desde o século XIX quanto pela beleza das linhas da arquitetura moderna da Pampulha. Entre os bens imateriais protegidos, estão o Oficio de Sineiros, o Toque dos Sinos, e o Modo Artesanal de Fazer o Queijo de Minas - prática cultural que é a síntese de um conjunto de experiências, símbolos e significados, que definem a identidade mineira, reconhecida por todos os brasileiros.  

Contato
Escritórios Técnicos