Patrimônio Imaterial - MG

O Som dos Sinos é um dos Patrimônios Imateriais de Minas, assim como o Oficio de Sineiros.

As expressões culturais presentes em Minas Gerais reconhecidas como Patrimônio Cultural do Brasil são o Ofício de Sineiro, o Toque dos Sinos em Minas Gerais e o Modo Artesanal de Fazer Queijo de Minas. O primeiro está inscrito no Livro das Formas de Expressão e os dois últimos, no Livro dos Saberes. Três outros bens culturais nacionais também estão rpesentes no Estado: o Jongo do Sudeste, a Roda de Capoeira e o Ofício de Mestre de Capoeira. Um amplo levantamento sobre a Capoeira, realizado pelo Iphan-MG, está disponìvel para download na publicação Mapeamento da Capoeira em Minas Gerais.

Bens Registrados

Ofício de Sineiro
O Toque dos Sinos em Minas Gerais
Modo Artesanal de Fazer Queijo de Minas
Ofício dos Mestres de Capoeira
Roda de Capoeira 
Jongo no Sudeste 

Além desses bens reconhecidos como Patrimônio Cultural do Brasil, existem também em Minas dois processos de Registro abertos: As Congadas de Minas, com a primeira etapa de seu inventário finalizada e identificadas 701 festas e 1.174 grupos associados a essa prática religiosa e cultural, distribuídos em 332 municípios; e o Ofício das Quitandeiras em Minas Gerais.

Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin