O Iphan no Pará

Para atender exclusivamente ao Estado, a Superintendência do Iphan no Pará começou a funcionar em 1992. Até esta data, Belém abrigava a 1ª Diretoria Regional, que havia sido implantada em 1979, e respondia pelos estados do Pará, Amazonas, Acre e Rondônia, além dos então Territórios do Amapá e de Roraima. Ao longo da primeira década dos anos 2000, os governos estadual e municipal promoveram a restauração de diversos bens, destinando-os a usos culturais e turísticos. São exemplos das ações de preservação o Forte do Castelo, o antigo Hospital Militar, a Igreja de Santo Alexandre e o Colégio Jesuítico, além da Igreja da Sé. 

O primeiro tombamento realizado pelo Instituto, no Pará, protegeu as Coleções Arqueológicas e Etnográficas do Museu Paraense Emílio Goeldi no ano de 1940. Os tombamentos das décadas de 1970 e 1980 contemplaram alguns conjuntos representativos do século XIX e primeiras décadas do XX, como o Palacete Pinho, o Conjunto Arquitetônico e Paisagístico do Ver o peso, os conjuntos das avenidas Governador José Malcher e Nazaré com seus sobrados ecléticos azulejados.  A partir de 2014, em Belém estão sendo realizados vários projetos de restauração e recuperação de bens tombados pelo Iphan, em parceria com outros órgãos federais, estaduais e municipais.

A Superintendência atua na salvaguarda de algumas das principais manifestações culturais paraenses (Círio de Nossa Senhora de Nazaré, Carimbó, Festividades de São Sebastião no Marajó e Cuias do Baixo Amazonas), e realiza inventários preliminares de referências culturais (Marajó, Ver o peso, Povo Tembé, Pássaros Juninos, Sairé e as comunidades quilombolas de Oriximiná). Apoia, ainda, por meio do Programa Nacional do Patrimônio Imaterial (PNPI) projetos reconhecimento e mapeamento dos bens imateriais paraenses. 

Os bens tombados pelo Iphan, no Estado do Pará estão descritos nas páginas 42 a 45, da Lista de Bens Materiais Tombados e Processos em Andamento (1938 a 2016) que reúne informações sobre todo o Brasil. 

Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin