Cais do Valongo – Rio de Janeiro (RJ)

Sítio Arqueológico Cais do Valongo - Rio de Janeiro (RJ)
Sítio Arqueológico Cais do Valongo - Rio de Janeiro (RJ)
Sítio Arqueológico Cais do Valongo - Rio de Janeiro (RJ)
 

Principal porto de entrada de africanos escravizados no Brasil e nas Américas, o Cais do Valongo, localizado no Rio de Janeiro (RJ), passou a integrar Lista do Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), em 1º de março de 2017. O Brasil recebeu perto de quatro milhões de escravos, durante os mais de três séculos de duração do regime escravagista. Pelo Cais do Valongo, na região portuária da cidade, passaram cerca de um milhão de africanos escravizados em cerca de 40 anos, o que o tornou o maior porto receptor de escravos do mundo.

A inclusão nessa Lista representa o reconhecimento do seu valor universal excepcional, como memória da violência contra a Humanidade representada pela escravidão, e de resistência, liberdade e herança, fortalecendo as responsabilidades históricas, não só do Estado brasileiro, como de todos os países membros da Unesco. É, ainda, o reconhecimento da inestimável contribuição dos africanos e seus descendentes à formação e desenvolvimento cultural, econômico e social do Brasil e do continente americano. 

Revelado, em 2011, durante as obras do Porto Maravilha, que abrange uma área de cinco milhões de metros quadrados, o Cais foi construído em 1811 pela Intendência Geral de Polícia da Corte do Rio de Janeiro. O objetivo era retirar da Rua Direita, atual Rua Primeiro de Março, o desembarque e comércio de africanos escravizados que eram levados para as plantações de café, fumo e açúcar do interior do Estado e de outras regiões do Brasil. Os que ficavam na capital, geralmente eram os escravos domésticos ou aqueles usados como força de trabalho nas obras públicas. 

Em 2012, a prefeitura do Rio de janeiro acatou a sugestão das Organizações dos Movimentos Negros e, em julho do mesmo ano, transformou o espaço em monumento preservado e aberto à visitação pública. O Cais do Valongo passou a integrar o Circuito Histórico e Arqueológico da Celebração da Herança Africana, que estabelece marcos da cultura afro-brasileira na região portuária, ao lado do Jardim Suspenso do Valongo, Largo do Depósito, Pedra do Sal, Centro Cultural José Bonifácio e Cemitério dos Pretos Novos. 

Sítio Arqueológico Cais do Valongo - Rio de Janeiro (RJ)

  • RJ_Rio_de_Janeiro_Valongo1
    Sítio Arqueológico Cais do Valongo - Rio de Janeiro (RJ)
  • RJ_Rio_de_Janeiro_Valongo2
    Sítio Arqueológico Cais do Valongo - Rio de Janeiro (RJ)
  • RJ_Rio_de_Janeiro_Valongo4
    Sítio Arqueológico Cais do Valongo - Rio de Janeiro (RJ)
  • RJ_Rio_de_Janeiro_Valongo6
    Sítio Arqueológico Cais do Valongo - Rio de Janeiro (RJ)
  • RJ_Rio_de_Janeiro_Valongo
    Sítio Arqueológico Cais do Valongo - Rio de Janeiro (RJ)
  • RJ_Rio_de_Janeiro_Valongo14
    Sítio Arqueológico Cais do Valongo - Rio de Janeiro (RJ)
  • RJ_Rio_de_Janeiro_Valongo20
    Sítio Arqueológico Cais do Valongo - Rio de Janeiro (RJ)
  • RJ_Rio_de_Janeiro_Valongo23
    Sítio Arqueológico Cais do Valongo - Rio de Janeiro (RJ)
  • RJ_Rio_de_Janeiro_Valongo19
    Sítio Arqueológico Cais do Valongo - Rio de Janeiro (RJ)
  • RJ_Rio_de_Janeiro_Valongo18
    Sítio Arqueológico Cais do Valongo - Rio de Janeiro (RJ)
  • RJ_Rio_de_Janeiro_Valongo17
    Sítio Arqueológico Cais do Valongo - Rio de Janeiro (RJ)
  • RJ_Rio_de_Janeiro_Valongo24
    Sítio Arqueológico Cais do Valongo - Rio de Janeiro (RJ)
Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin