Samba de Roda do Recôncavo Baiano

Os primeiros registros do Samba de Roda do Recôncavo Baiano datam dos anos 1860, com o culto aos orixás e caboclos.

É uma expressão musical, coreográfica, poética e festiva das mais importantes e significativas da cultura brasileira. Exerceu influência no samba carioca e, até hoje, é uma das referências do samba nacional. O Samba de Roda no Recôncavo Baiano foi inscrito do Livro de Registro das Formas de Expressão, em 2004. Está presente em todo o Estado da Bahia e é especialmente forte e mais conhecido na região do Recôncavo, a faixa de terra que se estende em torno da Baía de Todos os Santos. Em 2005, a Unesco reconheceu esse bem imaterial como Patrimônio Cutural Imaterial da Humanidade, o que motivou o Centro Cultural Cartola a analisar os variados estilos de samba no Rio de Janeiro, originários das reuniões musicais em casa de Tia Ciata, no Estácio, nas escolas de samba, blocos, morros, ruas e quintais. 
 

As origens do Samba de Roda remontam ao processo de formação da matriz musical afro-brasileiraSeus primeiros registros, com esse nome e com muitas características que ainda hoje o identificam, datam dos anos 1860. Atualmente, reúne as tradições culturais transmitidas por africanos escravizados e seus descendentes, que incluem o culto aos orixás e caboclos, o jogo da capoeira e a chamada comida de azeite. A herança negro-africana no samba de roda se mesclou de maneira singular a traços culturais trazidos pelos portugueses (principalmente viola e pandeiro) e à própria língua portuguesa nos elementos de suas formas poéticas. Pode ser realizado em associação com o calendário festivo – caso das festas da Boa Morte, em Cachoeira, em agosto, de São Cosme e Damião, em setembro, e de sambas ao final de rituais para caboclos em terreiros de candomblé. Mas ele pode também ser realizado em qualquer momento, como uma diversão coletiva, pelo prazer de sambar.

O samba de roda é uma das joias da cultura brasileira, por suas qualidades intrínsecas de beleza, perfeição técnica, humor e poesia, e pelo papel proeminente que vem desempenhando nas próprias definições da identidade nacional. Além das práticas musicais identificadas pelo termo samba, como o samba de roda do Recôncavo e o samba rural paulista, no panorama musical brasileiro o samba no Rio de Janeiro se destaca por ser um fenômeno cultural pujante que atravessou o século XX, passando de alvo de discriminação e perseguição nas primeiras décadas a ritmo identificado com a própria nação, a ponto de ser um de seus símbolos.

Essa passagem gradual de gênero perseguido a símbolo nacional foi, em parte, uma contingência relacionada ao fato de, nos anos 1930 e 1940, ser o Rio a capital do País, possibilitando o encontro entre as elites do samba, como Donga e João da Baiana, e as elites intelectuais que orientavam as políticas culturais do Estado, como Villa-Lobos e Mário de Andrade. Observa-se que a atuação dos próprios sambistas no sentido da aceitação e do reconhecimento do gênero pelo establishment foi de importância decisiva. Os processos de “oficialização” ou “nacionalização” do samba descritos por estudiosos como Hermano Vianna e Cláudia Matos não conseguiram calar as formas genuínas praticadas no Rio de Janeiro.

 

Documentos

Parecer
Certidão
Registro do Samba de Roda do Recôncavo Baiano

Leia mais

CD Samba de Roda - Patrimônio da Humanidade (Encarte)
CD Samba de Roda - Patrimônio da Humanidade (Músicas)
Comunidades excluídas e o Samba de Roda
Dossiê do Samba de Roda do Recôncavo Baiano
Vídeo do Registro
Banco de Dados dos Bens Culturais Registrados
Contato

 

Samba de Roda do Recôncavo Baiano

  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    Está presente em todo o estado da Bahia e é especialmente forte e mais conhecido na região do Recôncavo
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    Atualmente, reúne as tradições culturais transmitidas por africanos escravizados e seus descendentes
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    O Samba de Roda é uma expressão muito forte nas comunidades de periferia no Recôncavo Baiano e ajuda a formar o espírito identitário popular
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    A herança negro-africana no samba de roda se mesclou de maneira singular a traços culturais trazidos pelos portugueses - principalmente viola e pandeiro
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    O Samba de Roda é uma das joias da cultura brasileira, por suas qualidades intrínsecas de beleza, perfeição técnica, humor e poesia
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    Samba de Roda
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    Samba de Roda
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    Incluem o culto aos orixás e caboclos, o jogo da capoeira e a chamada comida de azeite
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    O Samba de Roda passou de alvo de discriminação e perseguição nas primeiras décadas a ritmo identificado com a própria nação, a ponto de ser um de seus símbolos
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    O Samba de Roda do Recôncavo Baiano é uma expressão musical, coreográfica, poética e festiva, que influenciou o samba carioca.
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    Os primeiros registros do Samba de Roda do Recôncavo Baiano datam dos anos 1860, com o culto aos orixás e caboclos.
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    Reconhecido como Patrimônio Cutural Imaterial da Humanidade, o Samba de roda motivou a análise dos vários estilos de samba
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    Samba de Roda
Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin