Samba de Roda do Recôncavo Baiano

Os primeiros registros do Samba de Roda do Recôncavo Baiano datam dos anos 1860, com o culto aos orixás e caboclos.

É uma expressão musical, coreográfica, poética e festiva das mais importantes e significativas da cultura brasileira. Exerceu influência no samba carioca e, até hoje, é uma das referências do samba nacional. O Samba de Roda no Recôncavo Baiano foi inscrito do Livro de Registro das Formas de Expressão, em 2004. Está presente em todo o Estado da Bahia e é especialmente forte e mais conhecido na região do Recôncavo, a faixa de terra que se estende em torno da Baía de Todos os Santos. Em 2005, a Unesco reconheceu esse bem imaterial como Patrimônio Cutural Imaterial da Humanidade, o que motivou o Centro Cultural Cartola a analisar os variados estilos de samba no Rio de Janeiro, originários das reuniões musicais em casa de Tia Ciata, no Estácio, nas escolas de samba, blocos, morros, ruas e quintais. 
 

As origens do Samba de Roda remontam ao processo de formação da matriz musical afro-brasileiraSeus primeiros registros, com esse nome e com muitas características que ainda hoje o identificam, datam dos anos 1860. Atualmente, reúne as tradições culturais transmitidas por africanos escravizados e seus descendentes, que incluem o culto aos orixás e caboclos, o jogo da capoeira e a chamada comida de azeite. A herança negro-africana no samba de roda se mesclou de maneira singular a traços culturais trazidos pelos portugueses (principalmente viola e pandeiro) e à própria língua portuguesa nos elementos de suas formas poéticas. Pode ser realizado em associação com o calendário festivo – caso das festas da Boa Morte, em Cachoeira, em agosto, de São Cosme e Damião, em setembro, e de sambas ao final de rituais para caboclos em terreiros de candomblé. Mas ele pode também ser realizado em qualquer momento, como uma diversão coletiva, pelo prazer de sambar.

O samba de roda é uma das joias da cultura brasileira, por suas qualidades intrínsecas de beleza, perfeição técnica, humor e poesia, e pelo papel proeminente que vem desempenhando nas próprias definições da identidade nacional. Além das práticas musicais identificadas pelo termo samba, como o samba de roda do Recôncavo e o samba rural paulista, no panorama musical brasileiro o samba no Rio de Janeiro se destaca por ser um fenômeno cultural pujante que atravessou o século XX, passando de alvo de discriminação e perseguição nas primeiras décadas a ritmo identificado com a própria nação, a ponto de ser um de seus símbolos.

Essa passagem gradual de gênero perseguido a símbolo nacional foi, em parte, uma contingência relacionada ao fato de, nos anos 1930 e 1940, ser o Rio a capital do País, possibilitando o encontro entre as elites do samba, como Donga e João da Baiana, e as elites intelectuais que orientavam as políticas culturais do Estado, como Villa-Lobos e Mário de Andrade. Observa-se que a atuação dos próprios sambistas no sentido da aceitação e do reconhecimento do gênero pelo establishment foi de importância decisiva. Os processos de “oficialização” ou “nacionalização” do samba descritos por estudiosos como Hermano Vianna e Cláudia Matos não conseguiram calar as formas genuínas praticadas no Rio de Janeiro.

 

Documentos

Parecer do DPI
Parecer do Conselho Consultivo
Certidão
Titulação do Samba de Roda do Recôncavo Baiano
Registro do Samba de Roda do Recôncavo Baiano

Leia mais

CD Samba de Roda - Patrimônio da Humanidade (Encarte)
CD Samba de Roda - Patrimônio da Humanidade (Músicas)
Comunidades excluídas e o Samba de Roda
Dossiê do Samba de Roda do Recôncavo Baiano
Vídeo do Registro
Banco de Dados dos Bens Culturais Registrados
Contato

 

Samba de Roda do Recôncavo Baiano

  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    Está presente em todo o estado da Bahia e é especialmente forte e mais conhecido na região do Recôncavo
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    Atualmente, reúne as tradições culturais transmitidas por africanos escravizados e seus descendentes
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    O Samba de Roda é uma expressão muito forte nas comunidades de periferia no Recôncavo Baiano e ajuda a formar o espírito identitário popular
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    A herança negro-africana no samba de roda se mesclou de maneira singular a traços culturais trazidos pelos portugueses - principalmente viola e pandeiro
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    O Samba de Roda é uma das joias da cultura brasileira, por suas qualidades intrínsecas de beleza, perfeição técnica, humor e poesia
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    Samba de Roda
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    Samba de Roda
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    Incluem o culto aos orixás e caboclos, o jogo da capoeira e a chamada comida de azeite
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    O Samba de Roda passou de alvo de discriminação e perseguição nas primeiras décadas a ritmo identificado com a própria nação, a ponto de ser um de seus símbolos
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    O Samba de Roda do Recôncavo Baiano é uma expressão musical, coreográfica, poética e festiva, que influenciou o samba carioca.
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    Os primeiros registros do Samba de Roda do Recôncavo Baiano datam dos anos 1860, com o culto aos orixás e caboclos.
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    Reconhecido como Patrimônio Cutural Imaterial da Humanidade, o Samba de roda motivou a análise dos vários estilos de samba
  • BA_IMAT_Samba_de_Roda
    Samba de Roda
Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin