Aluna defende dissertação sobre terreiros localizados em Santa Catarina

A cientista social Danielle Alves de Sousa defendeu a dissertação de Mestrado "Os terreiros nos abrem caminhos: reflexões sobre patrimônio cultural e cidadania a partir de religiões afro-brasileiras em Florianópolis, Santa Catarina" no útlimo dia 13 de fevereiro de 2020.

A defesa ocorreu na sede do Mestrado Profissional do Iphan, no Rio de Janeiro (RJ), e teve a seguinte banca avaliadora: professora Dra. Joseane Paiva Macedo Brandão (orientadora e presidente da banca), professor Dr. Daniel Roberto dos Reis Silva (Mestrado Iphan), professor Dr. Gabriel da Silva Vidal Cid (UERJ) e supervisora Regina Helena Santiago (Superintendência do Iphan em Santa Catarina).

Durante o Mestrado, Danielle Sousa exerceu suas práticas profissionais na Superintendência do Iphan em Santa Caratina. A partir do cotidiano de trabalho junto às comunidades de terreiros de Florianópolis, a aluna concedeu destaque para a complexa relação entre minorias sociais e políticas públicas de patrimônio. Além disso, a mestranda apontou para a importância de incentivar trocas de conhecimento entre agentes, instituições e organizações em prol da valorização das religiões afro-brasileiras.    

Defesa de Dissertação de Mestrado de Danielle Alves de Sousa

  • Defesa de Dissertação da aluna bolsista Danielle Alves de Sousa
    Daniel Reis, Danielle Sousa, Joseane Brandão, Gabriel Cid e Regina Santiago
Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin