Principal » IPHAN » Superintendências Estaduais » Superintendência do IPHAN no Maranhão
- A +
Superintendência do IPHAN no Maranhão
Sao Luis - Casario da Rua do Giz - v. parcial do conjunto - Crédito: C. Knepper - Reflexo

Kátia Santos Bogea
Superintendente do IPHAN - Maranhão
Endereço: Rua do Giz, nº 235 - Bairro Centro
Cidade: São Luís - MA
CEP: 65.010-680
Telefone(s): (98) 3231-1388
Fax: (98) 3221-1119
Email Geral: iphan-ma@iphan.gov.br

 

Histórico

A 3ª Diretoria Regional foi criada e instalada na cidade de São Luís em 1980, com jurisdição sobre o Maranhão, o Piauí e Ceará. Em 1990 transformou-se na 3ª Coordenação Regional, atual Superintendência Estadual do IPHAN no Maranhão, IPHAN - MA, abrange todo estado do Maranhão. A sede foi instalada em 1988 no Sobrado da Baronesa de Anajatuba, localizado no centro histórico de São Luís.

A reabertura do Escritório Técnico em Alcântara deu novo ânimo às ações da 3ª SR nesse sítio tombado. As ruínas e o casario protegidos formam um belo conjunto arquitetônico, com cerca de 300 prédios.

O ingresso da cidade no Programa Monumenta rendeu recursos de R$ 4 milhões, a serem aplicados em 28 projetos básicos, sob orientação técnica da SR. Graças a esse convênio, deu-se início a obras de restauro nas fontes da Mirititiua e das Pedras, nas igrejas de Nossa Senhora do Rosário e Nossa Senhora do Rosário e Nossa Senhora do Desterro, no Pelourinho, e nos cinco Passos da Paixão. Foi também concluído o restauro e reaberto um imponente sobrado de propriedade do IPHAN, o Museu Casa Histórica de Alcântara, com acervo de 900 peças inventariadas e restauradas.

Buscando o indispensável apoio da própria população, implantou-se um amplo programa de educação patrimonial, em parceria com a ONG Comunica e a Prefeitura de Alcântara.

Para o Centro Histórico de São Luís, tombado pelo IPHAN e considerado Patrimônio Mundial pela Unesco, foi contratada a equipe e comprado o material de suporte para realização de um amplo inventário de referências culturais, como base para o plano de preservação. Em nove imóveis, porém, foram necessárias obras emergenciais, dado o risco de eminente desabamento. Como 130 pessoas ocupavam irregularmente esses prédios, o problema social gerado ocasionou uma parceria da SR com o Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil, a Polícia Federal, a Universidade Federal do Maranhão e a Associação dos Moradores do Bairro do Desterro, para uma ação de recuperação do patrimônio tombado, mas com a participação efetiva da comunidade que detém sua posse. Realizou-se o cadastramento dos moradores, abrigados em outros locais durante as obras de restauro.

o prosseguimento dessa ação e com apoio financeiro da Cia. Vale do Rio Doce, teve início um programa de educação patrimonial com oficinas de fotografia e arte para crianças. Coletaram-se público estimado em 4 mil pessoas. Com a ajuda da Cooperação Espanhola, a Superitendência e a prefeitura começaram a desenvolver, a partir desta experiência, um programa de oficinas-escola de restauro para jovens entre 18 e 24 anos.

Unidade Vinculada
Escritório Técnico II de Alcântara
Bens Protegidos
6 conjuntos urbanos, 11 edificação, 2 ruínas, 1 sítio arqueológico  e 1 bem integrado
Patrimônio Mundial – Unesco
Centro histórico de São Luís


Centro Historico de Sao Luis
Saiba Mais
Agenda
Bancos de Dados
Bibliotecas do IPHAN
Blogs do IPHAN
Cadastro Nacional de Negociantes de Antiguidades e Obras de Arte
Concurso IPHAN
Editais e Seleções
Legislação
Links Patrimônio Cultural
Notícias
Perguntas Frequentes
Sistema Nacional do
Patrimônio Cultural
Transparência Pública
Redes Sociais