Publicações

  • Patrimônio Imaterial - Títulos Diversos

    Programa Nacional do Patrimônio Imaterial (PNPI) - Volume I - 2005 a 2010

    Autor: Rívia Ryker Bandeira de Alencar Edição: 2016 Páginas: 140

    Publicação: Iphan

    O Edital do Programa Nacional do Patrimônio Imaterial (PNPI) é um dos instrumentos fundamentais para o alinhamento da atuação das esferas pública e privada nas ações de salvaguarda do patrimônio cultural imaterial. O objetivo é a promoção e a valorização e, sobretudo, a transmissão dos saberes relacionados às práticas culturais trabalhadas nos projetos. Os produtos gerados são distribuídos para as comunidades e grupos detentores dos bens culturais, além de bibliotecas públicas, escolas, entre outras instituições, visando uma ampla divulgação de informações sobre esses bens. Ao longo dos anos, os mais variados grupos sociais, em diversas localidades brasileiras, foram beneficiados pelos editais do PNPI. 

     

  • Patrimônio Imaterial - Títulos Diversos

    Programa Nacional do Patrimônio Imaterial (PNPI) - Volume II - 2011 a 2015

    Autor: Rívia Ryker Bandeira de Alencar Edição: 2016 Páginas: 148

    Publicação: Iphan

    O Programa Nacional do Patrimônio Imaterial  (PNPI) têm contribuído, ao longo desses anos, para o aprimoramento das práticas de gestão adotadas pelo Iphan e instituições parceiras. A mobilização de comunidades e instituições públicas e privadas promovida pelo editais PNPI para o desenvolvimento de ações de salvaguarda vem ampliando a coordenação de esforços entre Estado e sociedade, propagando as diretrizes do Programa. Estas inicaitivas contribuem, também, para a difusão da diversidade do patrimônio cultural imaterial do País divulgando metodologias e conhecimentos técnicos, especificamente aqueles associados a inventários e mapeamentos culturais. 

  • Textos Especializados

    Convenção da Salvaguarda do Patrimônio Imaterial

    Autor: Unesco Edição: 2003 Páginas: 18

     

     

     

  • Anais

    Seminário Ibero-americano de Diversidade Linguística

    Autor: Marcus Vinícius Carvalho Garcia Edição: 2016 Páginas: 350

    Esta publicação contém uma coletânea de textos produzidos pelos participantes do Seminário Ibero-Americano da Diversidade Linguística, que aconteceu em Foz do Iguaçu, Paraná, de 17 a 20 de novembro de 2014. O evento foi organizado pelo Departamento do Patrimônio Imaterial do Iphan e pela Diretoria de Relações Internacionais do Ministério da Cultura. Contou com a parceria e apoio da Universidade de Integração Latino-Americana (Unila), da Itaipu Binacional e da Secretaria Geral Ibero-americana (Segib).

  • Textos Especializados

    Jongo, Patrimônio Imaterial Brasileiro

    Autor: Centro nacional de Folclore e Cultura Popular (CNFCP) Edição: 2005 Páginas: 6

     

     

     

  • Artigos do Patrimônio

    Visibilidade e Ambiência do Outeiro e Convento da Penha na Baía de Vitória

    Autor: Diva Maria Freire Figueiredo, Caroline Maciel Lauar e Aline Barroso Miceli Edição: 1 Páginas: 18

    O artigo aborda a proteção do contexto paisagístico do Outeiro e Convento da Penha, situado em Vila Velha (ES), em uma  perspectiva de integração dos valores materiais e imateriais do patrimônio cultural. Explora, como estudo de caso,a experiência do Iphan, com a delimitação e normatização do entorno desse monumento e apresenta as questões relacioandas à proteção dos entornos, entre outros aspectos. Destacam-se as noções de patrimônio imaterial e paisagem cultural brasileira, além dos instrumentos específicos de sua proteção. Nesse trabalho, estão as análises feitas pelo Iphan-ES sobre os impactos de dois empreendimentos imobiliários projetados para Vitória, capital do Estado, na vizinhança do monumento, entre 2005 e 2011, a fim de evidenciar o procedimento metodológico e os critérios de proteção do seu entorno. 

  • Educação Patrimonial

    Cartilha - Proteção aos conhecimentos dos povos indígenas e das sociedades tradicionais da Amazônia

    Autor: Claudia Leonor López (coord.), Cristina Azevedo e Ana Gita de Oliveira Edição: 2012 - 4a. Edição revista e ampliada Páginas: 25

    Publicação Museu Paraense Emílio Goeldi

    Direcionada às sociedades tradicionais, esta cartilha pretende ser um instrumento de informação, contribuir para melhor compreensão do sistema de proteção aos conhecimentos tradicionais e incentivar práticas sociais justas nas relações entre povos indígenas e comunidades da Amazônia com pesquisadores, entidades públicas, organizações não governamentais (ONGs) e setor empresarial. É uma iniciativa do Projeto Formação de Recursos Humanos e Fortalecimento Institucional como Alternativa de Recomposição do Patrimônio Ambiental e Cultural Amazônico (material e imaterial), patrocinada pelo Fundo de Defesa de Direitos Difusos do Ministério da Justiça (FDD/MJ), com apoio do Iphan. 

  • Educação Patrimonial

    Cartilha - Aqui se faz queijo

    Autor: Iphan Edição: 2017 Páginas: 20

    Publicação: Superintendência do Iphan em Minas gerais

    A cartilha  Aqui se faz queijo apresenta uma história que trata do modo artesanal de fazer queijo de Minas nas regiões do Serro, Serra da Canastra e da Serra do Salitre/Alto Paranaíba. O patrimônio imaterial é muito diferente das cidades e dos monumentos históricos. Sua importância maior está na transmissão dos saberes e do conhecimento de nossos antepassados. Os produtos desse conhecimento - os queijos produzidos com leite cru em Minas Gerais - são os objetos que nos falam das memórias e tradições que tanto expressam o que é ser mineiro e ser brasileiro, ou seja, um símbolo de que se pertence a algum lugar com o qual nos identificamos. 

  • Educação Patrimonial

    O canto das garças me contou

    Autor: Aline Silva Lima e Patrícia Pereira Xavier (organização) Edição: 1a Páginas: 122

    O livro O Canto das Garças me Contou é parte dos esforços do IPHAN em divulgar o patrimônio cultural de um dos municípios cearenses, Acaraú, para os jovens e professores da rede pública. Nele há narrativas contadas pelos moradores locais, retratando muitas histórias e memórias coletadas em entrevistas e rodas de conversa, valorizando a cultura material e imaterial, do sertão ao litoral.

  • Educação Patrimonial

    O canto das garças me contou: manual do professor

    Autor: Aline Silva Lima e Patrícia Pereira Xavier (organização) Edição: 1a Páginas: 42

    O livro O Canto das Garças me Contou é parte dos esforços do IPHAN em divulgar o patrimônio cultural de um dos municípios cearenses, Acaraú, para os jovens e professores da rede pública. Nele há narrativas contadas pelos moradores locais, retratando muitas histórias e memórias coletadas em entrevistas e rodas de conversa, valorizando a cultura material e imaterial, do sertão ao litoral. No manual do professor, há propostas de atividades para os educadores desenvolverem a interpretação dos textos de forma lúdica, valorizando o patrimônio cultural de ontem e hoje daquela região, ajudando na preservação desse patrimônio para futuras gerações.

Registros encontrados: 42

Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin