Publicações

  • Séries - Preservação e Desenvolvimento

    Salvaguarda do Patrimônio - Ouro Preto/MG

    Autor: Iphan Edição: 2008 Páginas: 96

    Publicação: Iphan/Programa Monumenta

    Ouro Preto, em Minas Gerais, é uma cidade histórica que reúne cerca de mil edificações do período colonial em seu acervo arquitetônico. O Iphan/Programa Monumenta contribuiu com o processo de preservação cultural da cidade, com a restauração de grande número de edificações históricas. Apoiou projetos destinados a salvaguardar o patrimônio imaterial de Ouro Preto e arredores, a formar mão de obra especializada em construções históricas, além de promover iniciativas ´de educação patrimonial.

  • Séries - Preservação e Desenvolvimento

    Chapada Diamantina - Lençóis/BA

    Autor: Iphan Edição: 2008 Páginas: 74

    Publicação: Iphan/Programa Monumenta

    A história das cidades nascidas de garimpos é muito semelhante no Brasil. Primeiro, a comoção provocada pelo anúncio da descoberta de ouro ou de pedras preciosas empurrava levas de faiscadores e de donos de escravaria para os sertões. Esses pioneiros se instalavam da melhor maneira possível, nas proximidades das jazidas. Em Lençóis (BA), um dos pontos fortes das comunidades está na cultura de tradição oral, patrimônio imaterial que o Iphan tem procurado valorizar e preservar.

  • Patrimônio Imaterial - Diversidade Linguística

    Mapa Etno-Histórico do Brasil e Regiões Adjacentes

    Autor: Curt Nimuendajú Edição: 2017 - 2a. Edição Páginas: 120

    Publicação: Iphan e IBGE

    A presente versão do Mapa Etno-histórico do Brasil e Regiões Adjacentes é uma iniciativa da equipe técnica do Inventário Nacional da Diversidade Linguística do Departamento do Patrimônio Imaterial (INDL/DPI). O Iphan realizou uma revisão completa desta obra que é considerada um marco dos estudos sobre as línguas e culturas indígenas no Brasil. Trata-se de uma obra cujo objetivo é utilizar as novas tecnologias da informação e da comunicação para promover o acesso a conteúdos como a restauração digital do mapa original (elaborado em meados dos anos 1940), informações georreferenciadas sobre a diversidade linguística no país, entre outros dados.

     

  • Patrimônio Imaterial - Títulos Diversos

    Mamulengos do distrito Federal: patrimônio Cultural do Brasil

    Autor: Maria Vilar (organização) Edição: 2020 Páginas: 43

    O Catálogo do Mamulengo do Distrito Federal reúne histórias, enredos e trajetórias dos bonequeiros locais, bem como de outros artistas que colaboram na construção dessa arte registrada como bem imaterial brasileiro. O material foi construído pelos próprios bonequeiros e bonequeiras, desde o texto de cada um dos brincantes, passando pelo projeto gráfico, até a organização do conteúdo, com colaboração técnica do Iphan.

  • Patrimônio Imaterial - Títulos Diversos

    Cadernos da Salvaguarda de Bens Registrados n.1 - Práticas de Gestão

    Autor: Organização: Rívia Ryker Bandeira de Alencar e Sara Santos Morais Edição: 2020 Páginas: 304

    A Série Cadernos da Salvaguarda de Bens Registrados tem o objetivo de divulgar produções reflexivas acerca de ações direcionadas ao apoio e fomento daqueles bens inscritos nos Livros de Registro como Patrimônio Cultural do Brasil, como um meio para a promoção, divulgação e avaliação dos processos de salvaguarda desenvolvidos tanto pela própria instituição quanto por detentores e parceiros institucionais. O número inaugural da Série, Práticas de Gestão, apresenta 14 artigos produzidos por detentores de bens culturais registrados, técnicos do Iphan, pesquisadores e gestores do patrimônio cultural imaterial de diversas instituições. Organizada em quatro seções: Gestão Compartilhada, Gestão Institucional, Gestão Transversal e Gestão dos Processos de Salvaguarda do Ofício dos Mestres de Capoeira e Roda de Capoeira, a edição apresenta os efeitos da política pública sob o prisma de diferentes perspectivas, viabilizando a valorização das ações de salvaguarda desenvolvidas, assim como a transparência pública.

  • Patrimônio Imaterial - Títulos Diversos

    Patrimônio Imaterial: Brasil - Portugal

    Autor: organização Luiz Prado e Luciano Figueiredo Edição: 2020 Páginas: 143

    Os objetivos desta Exposição são proporcionar um espaço qualificado para o PCI, com a apresentação dos nossos 48 bens Registrados como Patrimônio Cultural do Brasil, sendo 6 deles inscritos na Lista Representativa do PCI da Humanidade da Unesco, e também os bens reconhecidos por Portugal como PCI português e da Humanidade. Ela propicia ao público não somente a oportunidade de conhecer estas histórias e influências tão próximas, mas também adquirir objetos, produtos, e, principalmente, a de conhecer realidades muitas vezes pouco familiares ou desconhecidas e também o significado cultural de que são portadores esses bens culturais.

  • Patrimônio Imaterial - Títulos Diversos

    Universo Cultural da Palmeira Babaçu

    Autor: organização Antonio Miranda dos Santos e Cejane Pacini Leal muniz Edição: 2017 Páginas: 119

    Esta publicação é resultado do Levantamento Preliminar do Inventário Nacional das Referências Culturais (INRC) em torno da palmeira Babaçu, realizado na microrregião Bico do Papagaio, do estado do Tocantins. Este livro contém informações sobre todo o conhecimento produzido sobre a palmeira e está alinhado à política institucional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e ao Programa Nacional de Patrimônio Imaterial.

    A publicação contém informações sobre os municípios que foram objetos de estudo, a palmeira Babaçu, as construções tradicionais, as características das pessoas, os processos de colheita e quebra do coco, a transformação das matérias-primas e os produtos originados, a culinária peculiar, o artesanato gerado a partir da palmeira, cantos e poemas que fazem parte do cotidiano da comunidade, principalmente das quebradeiras de coco, e as ameaças atuais aos babaçuais.

  • Publicações Diversas - Cidades

    Catálogo - Do Barro às vivências: paisagem cultural e cultura material nos quilombos de Alcântara, Maranhão

    Autor: curadoria e organização do catálogo Ivo Barreto Edição: 2017 Páginas: 33

    A realização da exposição Do barro às vivências: Paisagem Cultural e Cultura Material nos quilombos de Alcântara
    é um marco significativo na trajetória do Iphan no Maranhão. Significa uma importante mudança no foco da proteção
    ao patrimônio, no momento que passa a incorporar a dimensão imaterial dentro de uma perspectiva antropológica. Este,
    não é mais apenas o patrimônio constituído de bens materiais, da pedra e cal, do artístico e arquitetônico. É também o que
    diz respeito à dimensão humana, revelada em todos os gestos.

    Com esta exposição, resultado de um trabalho de pesquisa multidisciplinar, queremos mostrar que o reconhecimento e
    a valorização da diversidade cultural passa pela inclusão e promoção das referências culturais vinculadas a grupos étnicos
    afro-brasileiros e indígenas como parte integrante da identidade e do patrimônio cultural alcantarense. Nessa perspectiva
    abrangente, o conceito de patrimônio reconhece a diversidade cultural como direito de cidadania e base para o desenvolvimento sustentável da região.

  • Patrimônio Imaterial - Títulos Diversos

    I Seminário de Patrimônio Imaterial e Cultura Afro-brasileira

    Autor: Iphan PR Edição: 2012 Páginas: 48

    Nesta publicação, além de apresentarmos as principais questões levantadas no Seminário, trazemos a síntese das oficinas voltadas às Religiões de Matrizes Africanas e Comunidades Quilombolas, bem como as diretrizes do Plano Estadual de Salvaguarda da Capoeira, elaboradas pelos capoeiristas paranaenses. O que deixamos aqui são rastros para continuarmos a pensar diretrizes comuns a esses bens culturais, refletindo sobre seus problemas locais em face de um panorama
    de ações empreendidas nos três níveis de governo (federal, estadual e municipal). A tentativa, portanto, é de se ampliar o
    horizonte de expectativas que se delineia na elaboração de políticas públicas para esses fazedores culturais.

  • Patrimônio Imaterial - Títulos Diversos

    Tava : lugar de referência para o povo guarani : dossiê de candidatura : Patrimônio Cultural do Mercosul

    Autor: organização Beatriz Muniz Freire Edição: 2019 Páginas: 144

    Ao propor o reconhecimento da Tava4 como lugar de referência para o povo Guarani no âmbito do Mercosul, o Iphan dá encaminhamento a uma demanda feita pelos Guarani-Mbyá durante a realização do inventário cultural que deu suporte ao processo de registro da Tava como Patrimônio Cultural Imaterial brasileiro.

    O registro da Tava Guarani tornou-se possível a partir da implementação do Programa Nacional do Patrimônio Imaterial (PNPI). Instituído no ano 2000, por meio do Decreto nº 3.551/2000 (Brasil, 2000), o PNPI criou dois novos instrumentos de preservação. O Inventário Nacional de Referências Culturais (INRC) é uma metodologia de documentação cultural, e o Registro de Bens Culturais de Natureza Imaterial, por sua vez, formaliza o reconhecimento de bens imateriais, mediante sua inscrição em um ou mais Livros de Registro: o Livro das Celebrações, o Livro das Formas de Expressão, o Livro dos Saberes e o Livro dos Lugares.

Registros encontrados: 42

Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin