Publicações

  • Dossiê 11 - Modo Artesanal de Fazer Queijo de Minas

    Autor: DPI/Iphan Edição: 2014 Páginas: 140

    Publicação: Iphan

    Fazer e comer queijo são parte do modo de ser mineiro. A produção artesanal de queijos de leite cru é uma atividade tradicional, enraizada no cotidiano de fazendas e sítios de Minas Gerais, e remete ao processo de ocupação desse território, durante os séculos XVII e XVIII. Esta publicação apresenta narrativa que abrange cidade e vilas das microrregiões do Serro, Canastra, Serra do Salitre, Alto Paranaíba, Araxá, serras do sul de Minas, Campo das Vertentes, e retrata a tradição e os modos de fazer de um queijo reconhecido mundialmente. Um vasto repertório de conhecimentos tradicionais que inclui as formas de comercialização e consumo desses queijos artesanais também compõe mais um Dossiê produzido pelo Iphan.

  • Dossiê 12 - Roda de Capoeira e Ofício dos Mestres de Capoeira

    Autor: DPI/Iphan Edição: 2014 Páginas: 148

    Publicação: Iphan

    O desafio do inventário cultural para registro e salvaguarda da capoeira como Patrimônio Cultural do Brasil, realizado entre 2006 e 2007, era construir um diálogo entre o tempo histórico passado e o tempo presente. Como patrimônio vivo, a capoeira se mantinha no cenário atual por meio dos mestres que representavam o saber e, ao mesmo tempo, acumulava produção documental que atravessava os últimos três séculos. Este trabalho - elaborado por uma equipe multidisciplinar - reconstitui brevemente a história da capoeira e registra seu momento presente, por meio de pesquisa historiográfica e trabalho de campo. As fontes estudadas encontram-se nos maiores acervos de documentos sobre a capoeiragem do Rio de Janeiro e em Salvador. 

  • Dossiê 13 - Renda Irlandesa de Divina Pastora

    Autor: Iphan Edição: 2014 Páginas: 168

    Publicação: Iphan

    A delicada técnica utilizada na produção da renda irlandesa, no município de Divina Pastora, em Sergipe, foi descrita e ilustrada neste Dossiê. Trazida da Europa, no século XVII, a técnica associou-se à condição feminina e o saber-fazer é o conhecimento mais característico da produção da renda, sendo compartilhado pelas rendeiras e sob a liderança de uma mestra. Fazer a renda é uma atividade coletiva, que permite às rendeiras conversar sobre seus sonhos, anseios e frustrações. A descrição de um rico universo onde persiste o compartilhamento de valores e a reafirmação de sentimentos de pertencimento e de identidade cultural, completa e valoriza esta publicação. 

  • Dossiê 14 - Frevo

    Autor: DPI/Iphan Edição: 2016 Páginas: 100

    Publicação: Iphan

    O frevo ocupa lugar de destaque entre as manifestações que fazem parte das celebrações do Carnaval; é uma expressão cultural musical, coreográfica e poética de caráter coletivo, embora não deixe de se expressar também em criações individuais.

  • Dossiê 15 - Tambor de Crioula do Maranhão

    Autor: Iphan Edição: 2016 Páginas: 104

     

     

     

  • Dossiê 16 - Toque dos Sinos e o Ofício de Sineiro em Minas Gerais

    Autor: Iphan Edição: 2016 Páginas: 160

     

     

     

  • Dossiê 17 - Festa do Divino Espírito Santo de Pirenópolis - Goiás

    Autor: Iphan Edição: 2017 Páginas: 168

     

     

  • Dossiê 18 - Sistema Agrícola Tradicional do Rio Negro - AM

    Autor: DPI/Iphan Edição: 2019 Páginas: 192

    O Sistema Agrícola Tradicional do Rio Negro é caracterizado como um conjunto de elementos que se articulam em torno do modo de produção e consumo de gêneros alimentícios em seus contextos sociais e culturais, abarcando modos de fazer e conhecimentos mantidos por uma comunidade de cerca de 22 povos indígenas, representantes das famílias linguísticas Tukano Oriental, Aruak e Maku, localizados ao longo do rio Negro em um território que abrange os municípios de Barcelos, Santa Isabel do Rio Negro e São Gabriel da Cachoeira, no Estado do Amazonas. O bem cultural foi inscrito no Livro de Registro dos Saberes em 2010.

Registros encontrados: 18

Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin