Patrimônio Arqueológico - RO

No Estado foram cadastrados 403 sítios arqueológicos até dezembro de 2014. O vasto legado arqueológico existente em Rondônia comprova que tanto a ocupação portuguesa registrada no século XVII, como a ação desenvolvida a partir do século XX, impactaram fortemente os grupos indígenas que povoavam a região. A gestão desse patrimônio impõe-se como prioridade para o Iphan, sobretudo a partir de 2005, pela demanda por grandes obras exigidas pelo crescimento populacional. Com a construção de usinas hidrelétricas no rio Madeira, o Iphan passa a atuar nos processos de licenciamento, estabelecimento de medidas mitigadoras e compensatórias sobre o patrimônio, e na fiscalização de seu cumprimento.
 

Acervo Iphan     Acervo Iphan     Acervo Iphan

A maioria das portarias expedidas pelo Iphan para a realização de pesquisas na primeira década é solicitada pelas empresas contratadas para realizar o salvamento arqueológico em áreas impactadas pelas obras. Essas pesquisas geraram um grande acervo e tem fomentado o planejamento e a criação de museus, bem como ações de divulgação e proteção desses sítios. Em 2006, a Superintendência do Iphan implantou o Centro de Pesquisa e Museu de Arqueologia de Rondônia, no município de Presidente Médici. Os sítios arqueológicos dessa região são ricos em gravuras e inscrições em pedra (petroglifos).

Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin