O Iphan em Roraima

A Superintendência do Iphan em Roraima, estabelecida em 2009, originou-se da 1ª Diretoria Regional, criada em 1979. Roraima é o único estado brasileiro que não tem  bens tombados no âmbito federal. Os bens protegidos têm tombamento estadual e municipal, e o Iphan participou ativamente da lei estadual de preservação e proteção do patrimônio cultural, em 2009. 

A população de Roraima é marcada pela presença de migrantes de todos os Estados brasileiros e de imigrantes, sobretudo da Guiana e da Venezuela. Mas é a pluralidade das etnias indígenas que estabelece o marco de identidade dos roraimenses. Em função dessa grande diversidade, o Estado detém importante patrimônio arqueológico, que inclui gravuras e pinturas rupestres, que compõem os 87 sítios cadastrados.

Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin