Patrimônio Imaterial - RS

O Iphan inscreveu, em dezembro de 2014, o bem imaterial Tava, Lugar de Referência para o Povo Guarani no Livro de Registro de Lugares. A proposta de registro da Tava como lugar de importância e referência cultural para os Guarani foi apresentada pelos representantes das comunidades M'Byá Guarani, com apoio da Superintendência do Iphan no Estado do Rio Grande do Sul. A Tava é um bem imaterial com significados  atribuídos, pelos indígenas Guarani-Mbyá, ao sítio histórico que abriga remanescentes da antiga Redução Jesuítico-Guarani de São Miguel Arcanjo, localizado no município de São Miguel das Missões. 

Para os Guarani-Mbyá, a Tava Miri (ou sagrada aldeia de pedra) é um local onde viveram seus antepassados, que construíram estruturas em pedra nas quais deixaram suas marcas, e parte de suas corporalidades, por conter os “corpos" dos ancestrais que se transformaram em imortais; onde são relembradas as 'belas palavras' do demiurgo Nhanderu. Nesses locais, é possível vivenciar o bom modo de ser Guarani-Mbyá e esse modo de viver permite tornar-se imortal e alcançar Yvy Mara Ey (a Terra sem Mal).

Inventário Nacional de Referências Culturais (INRC)  - O inventário sobre os Guarani, iniciado pelo Iphan, no Rio Grande do Sul, estendeu-se a todos os estados brasileiros em que vivem povos dessa cultura. O Instituto participa, ainda, de uma negociação para realizar um inventário do universo cultural Guarani envolvendo Brasil, Argentina, Bolívia e Paraguai.

Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin