Clube Congresso Lagunense será restaurado pelo Iphan

Clube Congresso Lagunense é ponto de encontro da comunidade localUm importante ponto de encontro da sociedade de Laguna (SC) está prestes a receber uma série de melhorias. O Clube Congresso Lagunense será restaurado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), com recursos do Fundo de Defesa dos Direitos Difusos (FDD). O custo total da obra ultrapassa os R$ 1,2 milhões.

Atualmente em fase de elaboração do edital de licitação, o projeto inclui uma série de intervenções no local, como a restauração da cobertura, das paredes e revestimentos, novas instalações elétricas, sanitários, sistema de alarme, pintura, tanto interna quanto externa, e a implantação de espaços como camarins, cozinha e bar. O objetivo das obras é melhorar as condições de segurança e estabilidade da estrutura, preservando suas características originais.

 

O Clube Congresso Lagunense

O Clube Congresso Lagunense foi inaugurado no dia 27 de janeiro de 1889. Seu objetivo era criar um ponto de encontro para a juventude, bem como congregar todas as associações sociais da região em um só local.

No início, funcionou em um sobrado na rua 13 de Maio. Por volta de 1894, a sede foi movida para um novo casarão, na Praça Vidal Ramos. Já em 1934, foi inaugurado um novo espaço para o clube, no mesmo terreno, mas em um edifício novo, com estilo eclético e noções modernas de requinte e conforto. Esse é o imóvel usado até hoje, que será restaurado e reformado pelo Iphan.

Sobre o Fundo de Defesa dos Direitos Difusos

Coordenado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, o FDD reúne recursos provenientes de condenações judiciais, multas e indenizações para a reparação de danos causados ao meio ambiente, ao consumidor, a bens e direitos de valor artístico, estético, histórico, turístico e paisagístico. Entendidos como reparação à ordem econômica e outros interesses difusos e coletivos, esses valores são, então, destinados a projetos de órgãos públicos e entidades civis, selecionados a partir de decisão do Conselho Federal Gestor do Fundo de Defesa de Direitos Difusos. Em 2019, o Iphan pleiteou a aprovação de diversas ações, tendo sido selecionados, até o momento, 21 projetos, que somam recursos de R$ 91,1 milhões em investimentos para oito estados brasileiros: Alagoas, Amazonas, Bahia, Maranhão, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Mais informações para a imprensa
Assessoria de Comunicação Iphan

comunicacao@iphan.gov.br
Taís Coutinho Arruda – tais.arruda@iphan.gov.br
(61) 2024-5535 / 2024-5516 / 2024-5511
www.iphan.gov.br
www.facebook.com/IphanGovBr | www.twitter.com/IphanGovBr
www.youtube.com/IphanGovBr

Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin