Patrimônio Material - SE

Os primeiros tombamentos na cidade de São Cristóvão ocorreram na década de 1940, e o do conjunto histórico, em 1967. A cidade foi a primeira capital do Estado, e é considerada a quarta cidade mais antiga do Brasil. Durante a invasão holandesa de 1630 a 1654, a cidade foi praticamente destruída. O processo de reconstrução foi lento, e a arquitetura religiosa desempenhou papel decisivo na nova configuração da cidade.

Em 1996, o Iphan tombou o conjunto arquitetônico, urbanístico e paisagístico de Laranjeiras e na área sob proteção federal estão cerca de 500 edificações. No município de Laranjeiras é um possível constatar a arquitetura colonial, onde se destacam ruas, casarios e igrejas, daquela que foi a mais importante cidade de Sergipe. Fundada em 1605, Laranjeiras recebeu a presença marcante dos jesuítas, que construíram a primeira igreja e uma residência conhecida como Retiro, às margens do riacho São Pedro, no Vale do Cotinguiba.

Na Lista de Bens Materiais Tombados e Processos em Andamento (1938 a 2017), que reúne informações sobre todo o Brasil, estão os bens tombados pelo Iphan, no Estado de Sergipe. 

Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin