Largo do Rosário Casario de Natividade Afloramentos Líticos Bonecas Karajá

Superintendência do Iphan em Tocantins

A primeira ação de proteção do patrimônio cultural, no Estado de Tocantins, foi realizada em 1987 com o tombamento do conjunto arquitetônico, urbanístico e paisagístico de Natividade. Desde 2008, outra área - o centro histórico de Porto Nacional – está protegida pelo Iphan. As extrações de ouro das terras do Centro-Oeste brasileiro criaram as condições para a existência desses bens. Em Palmas, capital do Estado, funciona a Superintendência do Iphan que atua na salvaguarda de saberes e práticas dos índios Karajá, realiza o Inventário Nacional de Referências Culturais (INRC) e mapeamento de outros bens imateriais, acompanha pesquisas arqueológicas, e produz publicações destinadas à valorização e divulgação do patrimônio cultural tocantinense. 

Contato