Personalidades do Tocantins recebem a Medalha Mário de Andrade

Três personalidades tocantinenses que dedicaram grande parte de sua vida ao Patrimônio Cultural Brasileiro serão homenageadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), nas comemorações dos seus 80 anos. Eles receberão a Medalha Mário de Andrade, que resgata a figura do intelectual paulista e autor do anteprojeto de fundação da Instituição, criada para homenagear parceiros que vem contribuindo para o reconhecimento, valorização e preservação do patrimônio cultural. No Tocantins, três nomes foram elencados para receber a honraria: Simone Camelo Araújo, Marcio Bello dos Santos e Raimunda Gomes.

A entrega das medalhas será realizada no próximo dia 16 de dezembro, em dois locais. O superintende do Iphan-TO, Marcos Zimmermann, estará às 09h na Comunidade/Assentamento Barracas no Município de São Miguel (TO), entregando a medalha da senhora Raimunda Gomes. Já as medalhas de Simone Camelo Araújo e Márcio Bello dos Santos, serão entregues na abertura do Festival de Cantigas Inéditas da Capoeira, no Memorial da Coluna Prestes em Palmas, às 19h, e contará com a presença do Chefe da Divisão Administrativa do Iphan-TO, Lincon Rodrigo Henke, e da Chefe da Divisão Técnica do Iphan-TO, Cejane Pacine, além de homenageados e convidados.

A Medalha Mário de Andrade está sendo concedida, em todo o país, a diversas personalidades e instituições como agradecimento e reconhecimento a esses parceiros, por seu notório apoio na promoção e proteção dos bens culturais do Brasil, de modo a garantir sua permanência e usufruto para as gerações atuais e futuras; no incentivo à continuidade dos trabalhos do Iphan; e nas ações que enaltecem e valorizam a riqueza cultural brasileira. 

Homenageados em Tocantins
Entre os homenageados com a Medalha Mário de Andrade está a antiga servidora do Iphan, Simone Camelo Araújo, fundadora da Associação Comunitária Cultural de Natividade (ASCCUNA) em 1992, onde coordena a Oficina Mestre Juvenal (Projeto da ASCCUNA), que transmite o modo de fazer joia tradicional em filigrana e contribui para a organização e registros audiovisual das festas culturais no município de Natividade (TO). Simone foi coordenadora da Unidade Executora do Projeto (UEP) no Programa MONUMENTA do Iphan.

Márcio Bello dos Santos é idealizador do Projeto Tambores do Tocantins, o músico natural de Campo Grande desenvolve um trabalho social de transmissão do saber, fazer e tocar instrumentos musicais (percussão e tambores) para crianças e jovens, com o objetivo de não deixar os instrumentos de percussão se perderem. Atualmente, cerca de 400 pessoas entre 7 e 24 anos são atendida por ano pelo projeto.

Raimunda Gomes é fundadora do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB), criado em 1991 e atuante nos estados do Pará, Tocantins, Piauí e Maranhão. Além de ser líder comunitária do povoado de Sete Barracas em São Miguel (TO) e líder das Comunidades afetadas por Barragens do Norte da Brasil, Raimunda atua na defesa dos direitos das mulheres da região do Bico do Papagaio (TO).

Mário de Andrade
Intelectual, musicólogo, ensaísta, crítico literário, folclorista e turista aprendiz, Mário de Andrade é um dos principais nomes nas trajetórias de preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro. Não só por sua contribuição formal, simbolizada no texto do anteprojeto de criação do Iphan; nem só por suas produções artísticas de vanguarda, gravadas na história brasileira na Semana de Arte Moderna de 1922 e em obras como O Turista Aprendiz e Macunaíma; mas também por sua atuação incansável como verdadeiro etnógrafo da cultura nacional. Em suas vivências e andanças, Mário de Andrade olhou e narrou o país com admiração e crítica, buscando compreendê-lo em suas veredas e rios, nas artes, nos ritos e nos gostos de sua gente. 

Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin