Principal » Notícias » Atividades do Iphan celebram 30 anos de Laguna como patrimônio cultural
- A +
Atividades do Iphan celebram 30 anos de Laguna como patrimônio cultural
 
24/04/2015
Lagunaaa

 

Para comemorar os 30 anos do Centro Histórico de Laguna como patrimônio cultural brasileiro, o escritório Técnico do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em Laguna, Santa Catarina (Iphan-SC), preparou uma programação especial nos dias 06, 07 e 08 de maio.

O Seminário Entre Morros e a Lagoa: Um espaço de memória 30 Anos de Preservação em Laguna abre as comemorações que contempla palestras, oficinas, exposições e mostra de documentário sobre Educação Patrimonial, além de contar com atividade especial voltada para as crianças. As inscrições são gratuitas e poderão ser realizadas no dia 06 de maio, a partir das 18h no Teatro Cine Mussi, local que sediará as atividades.

O Centro Histórico de Laguna, tombado pelo Iphan em 25 de abril de 1985, é um espaço merecedor de ser preservado, pois retrata momentos importantes da evolução histórica da cidade e da região sul do Brasil. Nele podemos identificar o conjunto de morros com acervo paisagístico belíssimo que emoldura as edificações existentes junto a Lagoa de Santo Antônio. São aproximadamente seiscentas edificações que retratam as mais variadas linguagens arquitetônicas, inseridas junto às ruas, largos e praças que ainda preservam o traçado urbano inicial da ocupação da cidade.

Os moradores e visitantes quem caminham pelas ruas do Centro Histórico de Laguna podem contemplar um verdadeiro arquivo a céu aberto, local que guarda muitas memória e emoções que também expressam vivencias e costumes da população atual e passada.

Investimentos em preservação
Laguna é uma das cidades contempladas pelo PAC Cidades Históricas e os investimentos buscam humanizar os espaços públicos, valorizar a fruição das edificações históricas e privilegiar a circulação de pedestres e bicicletas por meio de melhorias na pavimentação, mobiliário urbano, iluminação e paisagismo. Ao todo serão mais de R$ 18 milhões para a requalificação urbanística do Centro Histórico, já em processo de execução.  No início de abril, tiveram início obras como a requalificação do Largo do Rosário, das ruas Raulino Horn e Jerônimo Coelho, parte da Rua Fernando Machado e Praça Vidal Ramos.

Também ganharão obras de restauração o Sobrado da Sociedade Musical Carlos Gomes; o Casarão da Sociedade Recreativa Clube Congresso; a Casa de Anita Garibaldi; a Casa Candemil - Arquivo Público Municipal; a Antiga Estação Ferroviária e agenciamento do entorno; a Antiga subestação de energia; o Casarão do Clube Blondin; além da etapa final da restauração do Casarão do Clube União Operária e anexo.

Em dezembro passado foi a vez do Cine Teatro Mussi ser totalmente restaurado, com recursos da ordem de R$ 6,4 milhões. Somando-se a aquisição do imóvel (R$ 812 mil) e a compra dos novos equipamentos, o valor total destinado ao cinema foi de R$ 7,23 milhões. A cidade também conta com investimentos do BNDES (Bando Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para os projetos de Requalificação do Memorial Tordesilhas (R$2 milhões), e do Mercado Público Municipal (R$ 3,5 milhões), bem como para o projeto de Restauração do Museu Anita Garibaldi (R$ 350 mil), com obra já finalizada.

Confira o convite e a programação.



Saiba Mais
Agenda
Bancos de Dados
Bibliotecas do IPHAN
Blogs do IPHAN
Cadastro Nacional de Negociantes de Antiguidades e Obras de Arte
Concurso IPHAN
Editais e Seleções
Legislação
Links Patrimônio Cultural
Notícias
Perguntas Frequentes
Sistema Nacional do
Patrimônio Cultural
Transparência Pública
Redes Sociais