Principal » Notícias » Morre primeiro superintendente do Iphan no Rio Grande do Sul
- A +
Morre primeiro superintendente do Iphan no Rio Grande do Sul
 
27/04/2015
Curtis

Faleceu neste final de semana o professor Júlio Nicolau Barros de Curtis (1929-2015), arquiteto gaúcho que, entre outros títulos, foi o primeiro Diretor Regional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Rio Grande do Sul (Iphan-RS). Nascido em Porto Alegre e diplomado pela Faculdade Nacional de Arquitetura, da antiga Universidade do Brasil, no Rio de Janeiro, em 1952, exerceu também o cargo de Professor Titular de Arquitetura Brasileira na Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Júlio Nicolau Barros de Curtis influenciou várias gerações de preservacionistas. Como servidor público defendeu com intransigência os bens culturais, deixando como legado grande obra preservacionista do patrimônio cultural brasileiro, dentre eles, o importante trabalho de restauração das ruínas de São Miguel das Missões (RS). O professor Curtis também foi o responsável pelo início da pesquisa sobre as demais missões jesuíticas guaranis no estado. Sua produção cultural, literária, atuação docente e como diretor em instituições públicas federais lhe renderam diversos títulos e o projetaram nos cenários regional e nacional da história da arquitetura brasileira.

Fonte: Ascom Iphan


Saiba Mais
Agenda
Bancos de Dados
Bibliotecas do IPHAN
Blogs do IPHAN
Cadastro Nacional de Negociantes de Antiguidades e Obras de Arte
Concurso IPHAN
Editais e Seleções
Legislação
Links Patrimônio Cultural
Notícias
Perguntas Frequentes
Sistema Nacional do
Patrimônio Cultural
Transparência Pública
Redes Sociais