Principal » Publicações » Anais
- A +
Anais

Os Sambas Brasileiros: Diversidade, Apropriação e Salvaguarda
Anais - Vol. 1

Autora: Márcia Sant'Anna
Ano de Publicação: 2011 - 1ª Edição
Páginas: 144

O Seminário dos Sambas Brasileiros reuniu pesquisadores e artistas de renome nacional para tratar das origens, características, diferenças e semelhanças do samba nas diversas regiões do País, e o registro do samba de roda do Recôncavo Baiano no Livro das Formas de Expressão do IPHAN. Esta publicação contém a política de salvaguarda do samba de roda, implantada a partir do seu registro e reconhecimento como patrimônio cultural brasileiro, e aponta aquela que pode e deve ser uma das dimensões da Casa do Samba de Santo Amaro, onde aconteceu o I Encontro da Casa de Samba de Santo Amaro da Purificação. O evento marcou a reabertura do Solar do Subaé, depois de completamente recuperado pelo IPHAN/Programa Monumenta. Com este trabalho, o IPHAN retoma uma tradição antiga e de grande importância para os gestores e pesquisadores das questões da proteção do patrimônio cultural: registrar em seus Anais, os encontros, simpósios e conferências que promove, patrocina ou apoia.


I Fórum Nacional do Patrimônio Cultural - Tomo 1
Anais – Vol. 2

Organização: Weber Sutti
Ano de Publicação: 2012 - 1ª Edição
Páginas: 404

Desde 2007, o IPHAN empreende esforços para a construção do Sistema Nacional de Patrimônio Cultural (SNPC), coordenando diversas ações na área de gestão do patrimônio cultural, entre elas a reorganização da Associação Brasileira de Cidades Históricas (ABCH), a criação do Grupo de Trabalho do Patrimônio (IPHAN e órgãos estaduais do patrimônio), realização de oficinas sobre patrimônio cultural, participação na organização da II Conferência Nacional de Cultura, e elaboração dos Planos de Ação para Cidades Históricas.  Durante o I Fórum Nacional do Patrimônio Cultural - realizado em 2009, em Ouro Preto, em parceria com a ABCH e o Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura (FNSDEC) – ocorreu ampla discussão e avaliação da Política Nacional de Patrimônio Cultural, com a presença de cerca de 470 participantes.


I Fórum Nacional do Patrimônio Cultural - Tomo 2
Anais – Vol. 2 (Patrimônio Arqueológico)

Organização: Weber Sutti
Ano de Publicação: 2012 - 1ª Edição
Páginas: 328

Esta publicação mostra as contribuições do setor de patrimônio arqueológico à implementação do Sistema Nacional de Cultura. Evidencia, inclusive, a importância do fórum de discussões promovido pelo IPHAN, para o entendimento do potencial da pesquisa arqueológica em meio urbano, sobretudo no momento em que se anuncia o PAC das Cidades Históricas. A arqueologia urbana ainda é um tema muito recente no Brasil, onde os primeiros artigos sobre o assunto surgiram, apenas, na década de 1990. Isso gerou um atraso no processo de reconhecimento do potencial arqueológico nos contextos urbanos. A partir de processos de licenciamento ambiental que detectaram vestígios mate-riais de ocupação pré-histórica em cidades como São Paulo, Porto Alegre e Curitiba, arqueologia ganhou relevância. O estudo arqueológico passou a ser, inclusive, condicionante do licenciamento ambiental, o que determinou nova frente de trabalho nas cidades, a partir da perspectiva de uma arqueologia urbana preventiva. 

I Fórum Nacional do Patrimônio Cultural - Tomo 3
Anais – Vol. 2 (Patrimônio Ferroviário)

Organização: Weber Sutti
Ano de Publicação: 2012 - 1ª Edição
Páginas: 288

O texto apresenta um histórico do processo de implantação das ferrovias, no Brasil, desde as políticas financeiras lançadas pelo Governo Imperial do Brasil - na tentativa de atrair investidores -, até o processo de implantação das ferrovias e da crise no setor determinada pela Segunda Guerra Mundial. Inclui o processo de aquisição das ferrovias pelo Governo Federal, a criação da Rede Ferroviária Federal S.A. (em 1957), e sua desestatização no início da década de 1990, pelo então presidente Fernando Collor. Por fim, cita a Medida Provisória nº 353/2007 que extinguiu a Rede Ferroviária Federal (RFFSA) e a Lei nº 11.483/2007 que atribuiu ao IPHAN à preservação e difusão da Memória Ferroviária. Desde então, cabe ao Instituto avaliar - dentre todo o espólio oriundo da extinta RFFSA - quais bens são detentores de valor histórico, artístico e cultural. Com mais de 150 anos de história em nosso país, a ferrovia está presente na memória de grande parte da nossa população. 

Patrimônio Cultural e Desenvolvimento Sustentável
Anais – Vol. 3

Organização: Luiz Philippe Torelly
Publicação: IPHAN
Edição bilíngue: 2012 - 1ª Edição
Páginas: 70

Esta publicação dá continuidade à coleção Anais, inaugurada com os volumes sobre o I Encontro da Casa de Samba de Santo Amaro da Purificação (2007) e o I Fórum Nacional do Patrimônio Cultural (2009), em Ouro Preto (Minas Gerais). O objetivo é divulgar e promover a reflexão sobre os temas debatidos no Encontro de Especialistas em Patrimônio Mundial e Desenvolvimento Sustentável (2012). O estabelecimento de políticas públicas ambientalmente sustentáveis e a ampliação e qualificação da proteção ao patrimônio cultural mantêm uma relação muito estreita. Com a expansão do conceito de patrimônio cultural nas últimas décadas, ficou evidente que as políticas de preservação não estão apenas vinculadas ao conceito de excepcionalidade, mas, principalmente, ao exercício da cidadania, e passaram a considerar a dimensão territorial desse patrimônio. A integração às demais políticas públicas, em busca de uma relação sincrônica e diacrônica com o desenvolvimento e o futuro, deve apontar para além do que tem sido nossa atuação histórica. 

Saiba Mais
Agenda
Bancos de Dados
Bibliotecas do IPHAN
Blogs do IPHAN
Cadastro Nacional de Negociantes de Antiguidades e Obras de Arte
Concurso IPHAN
Editais e Seleções
Legislação
Links Patrimônio Cultural
Notícias
Perguntas Frequentes
Sistema Nacional do
Patrimônio Cultural
Transparência Pública
Redes Sociais