Corumbá (MS)

O tombamento do conjunto histórico, arquitetônico e paisagístico de Corumbá, pelo Iphan, ocorreu em 1993. Fundada para proteger o território ao sul de Mato Grosso, em 1778, a cidade teve, inicialmente, a função de um posto avançado para abastecer o Presídio de Coimbra e o Forte do Príncipe da Beira, sendo também considerada um centro de influência na zona de fronteira entre o Pantanal (Brasil) e a região do Chaco (Bolívia e Paraguai). Situada em uma região de rara beleza, no pantanal sul-matogrossense e à margem do rio Paraguai, Corumbá é também conhecida como a “Capital do Pantanal” e “Cidade Branca”, devido à cor de suas terras, ricas em calcário. 

O interesse pela cultura sempre foi um ponto forte da cidade de Corumbá, devido à grande miscigenação de povos em sua formação. Em épocas áureas, mesmo com o difícil acesso aos outros estados brasileiros, trazia-se companhias de teatro do Rio de Janeiro para apresentação na cidade. Da época de grande prosperidade, Corumbá guarda preciosos registros históricos e arquitetônicos dos seus belos casarões e sobrados em estilo europeu.

Leia mais

História
Monumentos e Espaços Públicos Tombados

Corumbá (MS)

  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
  • MS_Corumba
    Corumbá (MS)
Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin