Cooperação Bilateral

A cooperação técnica bilateral é considerada como mecanismo de desenvolvimento nacional e é viabilizada pela transferência e absorção de conhecimentos técnicos. Os projetos entre instituições nacionais e estrangeiras normalmente envolvem consultoria técnica; formação e treinamento dos recursos humanos nacionais; e complementação da infra-estrutura da instituição nacional receptora da cooperação, por meio da doação de equipamentos. A maioria dos acordos de cooperação técnica bilateral assinados pelo Brasil caracterizam-se pelo interesse compartilhado com o país parceiro na preservação de bens e da memória comum.  Conheça os acordos de cooperação bilateral que o Brasil mantém na área do patrimônio:

Angola
Benin
Bolívia
Cabo Verde
Colômbia
Equador
Espanha
França
Holanda
México
Moçambique
Nigéria
Panamá
Paraguai
Peru
Uruguai
Venezuela 

Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin