Publicações

  • Séries - Práticas e Reflexões

    Vol. 1 - Patrimônio: Práticas e Reflexões - Edições do Programa de Especialização em Patrimônio

    Autor: Copedoc/DAF/IPHAN Edição: 2007 Páginas: 428

    Publicação: Iphan

    Este livro inaugura a Série Patrimônio: Práticas e Reflexões, com a apresentação dos trabalhos da primeira turma de bolsistas do Programa de Especialização em Patrimônio (PEP), reunindo textos de pesquisadores das áreas de antropologia, arquitetura, direito, educação, história e museologia. Essa primeira edição reúne textos de bolsistas das áreas de antropologia, arquitetura,direito, educação, história e museologia. As reflexões abrangem uma diversidade significativa de objetos, como o patrimônio material e imaterial, e focalizam experiências em estados bastante distintos em relação aos desafios da preservação.

  • Patrimônio Imaterial - Títulos Diversos

    Saberes, Fazeres, Gingas e Celebrações

    Autor: Iphan Edição: 2018 Páginas: 360

    Esta publicação reúne as principais ações de salvaguarda realizadas com os bens culturais registrados como Patrimônio Cultural do Brasil no período de 2002 a 2018. É apresentado um histórico do trabalho do Iphan com os bens registrados desde os primeiros reconhecimentos da dimensão imaterial dos patrimônios culturais em 2002. Marcos conceituais e procedimentos para operacionalização da política de salvaguarda do PCI também são descritos. O volume tem o objetivo de promover os bens culturais registrados e visibilizar centenas de ações realizadas em prol do apoio e valorização de seus detentores, bem como em busca de sua preservação e sustentabilidade cultural. 

  • Coleções - Cadernos de Memória

    Mestres Artífices - Bahia

    Autor: Eugenio de Ávila Lins, Mariely Cabral de Santana, Maria Hermínia Olivera Hernández e Silvia Pimenta d’Affonsêca Edição: 2017 Páginas: 299
    Coordenação: Eugenio de Ávila Lins e Mariely Cabral de Santana
    Publicação: Iphan/ UFBA
     Esta publicação apresenta os resultados do Inventário dos Mestres Artífices da Construção Civil Tradicional na Chapada Diamantina – BA, realizado pelo IPHAN em cooperação com a Universidade Federal da Bahia – UFBA, no qual foram identificados e documentados os saberes tradicionais que envolvem o conhecimento de materiais e técnicas construtivas locais, conformadoras de um rico patrimônio material e imaterial, tão marcantes da paisagem cultural da Chapada.  O projeto tem o intuito de  valorizar tais ofícios e seus detentores, contribuindo para que as práticas construtivas tradicionais se mantenham vivas na região e reconhecidas pelo importante valor para o campo da preservação e da arquitetura vernacular brasileira.
  • Patrimônio Imaterial - Planos de Salvaguarda

    Plano de Salvaguarda da Capoeira do Maranhão

    Autor: Iphan Edição: 2018 Páginas: 36

    O Plano de Salvaguarda da Capoeira do Maranhão é fruto da mobilização dos detentores da Capoeira do estado, no sentido de iniciar o processo da salguarda desse bem cultural de forma planejada e seguindo o Termo de Referência para a Salvaguarda dos Bens Registrados, elaborado pelo Departamento do Patrimônio Imaterial do Iphan. Com esta publicação, pretende-se ampliar o debate em torno da salvaguarda da Capoeira com a participação de praticantes de todo o estado, possibilitando a discussão sócio-política da Capoeira na perspectiva da preservação desse bem cultural em larga escala.

  • Coleções - Patrimônio cultural do Brasil

    Patrimônio cultural do Brasil : pareceres de registro dos bens culturais imateriais (v. 1)

    Autor: Iphan Edição: 2021 Páginas: 535

    Ao celebrar as duas décadas da instituição da Política de Salvaguarda do Patrimônio Imaterial, o Iphan reúne nos dois volumes desta publicação os pareceres e notas técnicas conclusivos que recomendaram o Registro dos 48 bens culturais de natureza imaterial reconhecidos nestes 20 anos. Os documentos foram elaborados entre 2002 e 2019, tanto por técnicos e gestores do Departamento do Patrimônio Imaterial (DPI), das Superintendências do Iphan nos estados e do Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular (CNFCP), quanto por integrantes do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural do Iphan.

    Ao mesmo tempo, este compêndio se oferece como uma poderosa ferramenta de conhecimento, promovendo a difusão
    dos princípios, fundamentos e diretrizes do PCI, historiando sua implementação e sua operação, com potencial educativo,
    de formação e capacitação. Esperamos que esta edição em dois volumes, ricamente ilustrada, possa favorecer a tomada de decisões pertinentes para ações em andamento e por vir, dos mais diversos entes e membros da sociedade.

  • Patrimônio Imaterial - Dossiês

    Dossiê 2 - Arte Kusiwa – Pintura Corporal e Arte Gráfica Wajãpi

    Autor: DPI/Iphan Edição: 2008 Páginas: 140

    Publicação: Iphan

    A Arte Kusiwa é um sistema de representação gráfica próprio dos povos indígenas Wajãpi, do Amapá, que sintetiza seu modo particular de conhecer, conceber e agir sobre o universo. Como Patrimônio Imaterial, ela foi inscrita no Livro de Registro das Formas de Expressão em 2002.

  • Coleções - Cadernos de Memória

    Mestres Artífices - Minas Gerais

    Autor: Douglas Ferreira Gadelha Campelo, Guilherme Maciel Araújo, Leonardo Hipólito Genaro Fígoli, Leonardo Barci Castriota e Paulo Henrique Alonso Edição: 2012 Páginas: 160

    Coordenação: Leonardo Barci Castriota
    Publicação: Iphan

    Este trabalho é fruto do inventário realizado pelo Programa Monumenta/Iphan em Minas Gerais e apresenta resultados destinados a especialistas, estudantes e ao público em geral. Ao tratar do repasse de conhecimentos de geração em geração, dos hábitos presentes na vida de inúmeros cidadãos, das particularidades territoriais dispersas pelas regiões brasileiras, nos deparamos com a diversidade e a complexidade de processos que retratam um conjunto de práticas culturais e se constituem em diferentes dimensões do nosso patrimônio cultural, tanto de natureza material, quanto de natureza imaterial. 

     

  • Coleções - Patrimônio cultural do Brasil

    Patrimônio cultural do Brasil : pareceres de registro dos bens culturais imateriais (v. 2)

    Autor: Iphan Edição: 2021 Páginas: 499

    Ao celebrar as duas décadas da instituição da Política de Salvaguarda do Patrimônio Imaterial, o Iphan reúne nos dois volumes desta publicação os pareceres e notas técnicas conclusivos que recomendaram o Registro dos 48 bens culturais de natureza imaterial reconhecidos nestes 20 anos. Os documentos foram elaborados entre 2002 e 2019, tanto por técnicos e gestores do Departamento do Patrimônio Imaterial (DPI), das Superintendências do Iphan nos estados e do Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular (CNFCP), quanto por integrantes do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural do Iphan.

    Ao mesmo tempo, este compêndio se oferece como uma poderosa ferramenta de conhecimento, promovendo a difusão
    dos princípios, fundamentos e diretrizes do PCI, historiando sua implementação e sua operação, com potencial educativo,
    de formação e capacitação. Esperamos que esta edição em dois volumes, ricamente ilustrada, possa favorecer a tomada de decisões pertinentes para ações em andamento e por vir, dos mais diversos entes e membros da sociedade.

  • Patrimônio Imaterial - Dossiês

    Dossiê 3 - Ofício das Paneleiras de Goiabeiras

    Autor: DPI/Iphan Edição: 2006 Páginas: 70

    Publicação: Iphan

    O saber envolvido na fabricação artesanal de panelas de barro foi registrado como Patrimônio Imaterial no Livro dos Saberes em 2002. O processo de produção no bairro Goiabeiras Velha, em Vitória (ES), emprega técnicas tradicionais e matérias-primas provenientes do meio natural. A panela de barro, fruto de um conjunto de saberes, constitui suporte indispensável para o preparo da típica moqueca capixaba.

  • Patrimônio Imaterial - Títulos Diversos

    Patrimônio Cultural Imaterial: Para Saber Mais - Cartilha 3 - Salvaguarda da Roda de Capoeira e do Ofício dos Mestres de Capoeira

    Autor: Iphan Edição: 2017 Páginas: 40

    Publicação: Iphan

    O objetivo desta publicação é divulgar diretrizes para a salvaguarda da Roda de Capoeira e do Ofício dos Mestres de Capoeira, bens culturais reconhecidos como Patrimônio Cultural do Brasil, desde 2008. As ações de salvaguarda são instrumentos integrantes do macroprocesso Apoio e Fomento, que em conjunto com os macroprocessos identificação e reconhecimento, conformam o Programa Nacional do Patrimônio Imaterial (PNPI).

Registros encontrados: 42

Compartilhar
Facebook Twitter Email Linkedin